E a hipocrisia continua solta... Viva a demagogia \o/

Como bem disse o Pk, estamos cercados por hipócritas de todos os lados... Nesses últimos 100 anos em que o ser humano se "humanizou", as estatísticas de violência só aumentaram, principalmente depois da Segunda Guerra Mundial.

Não sei de onde veio essa onda toda de "coitadinhos" que nos assola. Vivemos um mundo onde se seu filho faz besteira e leva palmada existem mil psicólogos pra te culpar disso. E se o seu filho te dá as palmadas, você também é o errado. No final das contas não podemos educar porque existem um monte de criaturas dizem que é errado bater, é errado apanhar, ou seja, você tem que conversar... Mas como se dialoga COM ANIMAIS? Nunca vi um psicólogo travando uma discussão acirrada com um cachorro, com um gato ou com um (des)cantor de Funk, então fica difícil ponderar o quão próximos da realidade estão...

Por outro lado a mídia nos pressiona a levarmos vida de novela e a sermos guiados pelos especialistas em sociedade que aparecem por cinco minutos no programa mais ridículo de nossas tardes, sempre pregando que temos que nos submeter ao que acontece e deixar pra lá. Em contrapartida colocam pessoas que pensam mais de acordo com o deveria ser feito, mas que se comportam como animais enfurecidos, que levam ao ridículo qualquer tipo de reação mais, digamos, ativa da sociedade.

Hoje em dia somos todos bandidos, menos os bandidos. Eles são vítimas. Somos nós que vivemos encarcerados enquanto eles passeiam pelas cidades sendo alimentados, e muito bem alimentados, pelos políticos. Tão bandidos ou mais que os da rua, mas que roubam com caneta e mesmo que uma canetada mate muito mais que um tiro, continuam livres, leves e soltos.

E nosso judiciário? De que adianta colocar na cadeia se o juiz solta? E de que adianta o juiz prender se a lei manda soltar? Caímos no mesmo problema do parágrafo acima, vivemos em um país onde as leis são e foram feitas de bandidos para bandidos. E não de pessoas de bem. São leis que por causa de uma desculpa esfarrapada galgada em uma ditadura (que hoje em dia duvido que tenha sido tão ruim, ainda mais pelo que os mais antigos falam) criaram distorções que impedem qualquer tipo de punição que não a lei dos homens. Esta obviamente recusada pela força da mídia.

E aonde quero chegar?

Exemplo disso é a matéria abaixo...

Número de mortos em confrontos com a polícia dispara no primeiro trimestre
Publicada em 22/05/2007 às 17h02m
O Globo Online e Antônio Werneck - O Globo


RIO - O Instituto de Segurança Pública divulgou nesta terça-feira as estatísticas da violência no estado do Rio de Janeiro no primeiro trimestre do ano. Os casos de "auto de resistência", que registram as mortes em supostos confrontos com a polícia, subiram nos três primeiros meses, em relação aos números do ano passado. Entre janeiro e março deste ano, 318 pessoas morreram em confronto com a polícia, contra 228 mortos no mesmo período do ano passado, uma diferença de 90 mortes. Os números aumentaram em quase todas as regiões do estado: na capital foram de 142 para 187, na Baixada, de 53 para 84, em Niterói, de 17 para 32. Houve queda apenas no interior, onde a variação foi de 16 para 15 mortos em confronto.

Os números de março reforçam uma tendência e uma política de confronto da atual cúpula da segurança pública do Rio. Como o "O Globo" noticiou na edição desta segunda-feira, 207 pessoas morreram em supostos confrontos com a polícia nos dois primeiros meses de 2007, no mais violento início de ano na última década no Rio. Segundo o ISP, foram 117 mortos em janeiro e 90 em fevereiro. Em 1998, 46 pessoas foram mortas no mesmo período (janeiro e fevereiro) em confrontos com a polícia. Os números revelam um aumento de 350% no período de dez anos.

Número de roubos também cresceu em relação ao ano passado.

Entre os três delitos que apresentaram maior redução no estado, neste primeiro trimestre, comparados ao mesmo período do ano anterior estão: extorsão (menos 28,7%); latrocínio (menos 27,3%) e roubo a estabelecimento comercial (menos 13,4%). Os três delitos que apresentaram maior alta, no mesmo período, foram: roubo a transeunte (mais 29,9%); roubo em coletivo (mais 18,5%) e lesão corporal culposa no trânsito (mais 5,2%).

Segundo o ISP, a queda na estatística de roubo de veículos na Zona Norte demonstra a eficácia do trabalho de inteligência da polícia. A área que abrange os bairros da Penha, Penha Circular, Complexo do Alemão, Olaria, Brás de Pina, Cordovil, Parada de Lucas, Vigário Geral e Jardim América teve a maior queda de roubo de veículos no estado. De janeiro a março de 2007 foram registrados 608 casos. No mesmo período do ano passado foram 712, o que dá uma diferença de menos 104 registros de roubo de veículo. No entanto, uma tentativa de roubo a carro em Oswaldo Cruz, também na Zona Norte, acabou sendo o crime mais traumático do ano no Rio, quando o menino João Hélio morreu ao ficar preso ao cinto de segurança e ser arrastado por sete quilômetros.

Além disso, a estatística de roubos a pedestres na Zona Norte subiu de 3.748 no primeiro trimestre de 2006 para 4.770 no mesmo período de 2007, uma variação de 1.022. O número de roubos em ônibus subiu de 527 para 725 (+198). O total de roubos na Zona Norte subiu de 11.210 no primeiro trimestre de 2006 para 13.287 no mesmo perído deste ano, uma variação de 2.077.

Na Zona Sul, diminuiu o número de roubos a residência (22 para 18), mas aumentou o de assaltos a transeuntes (719 para 899), veículos (114 para 143) e coletivos (123 para 169). Na Zona Oeste, os assaltos a pedestres foram de 1.527 para 1.880, uma variação de 353. Esse tipo de crime também aumentou muito no Centro da cidade, de 781 para 1.067.

As estatísticas de balas perdidas serão divulgadas pelo ISP nesta quarta-feira.

Clique aqui e confira todos os números na página do ISP.

Fonte: O Globo.


Bem, não é de hoje que leio em jornais uma certa maquinação e uma nítida destruição da mídia brasileira em detrimento da indústria da fofoca. Foi-se o tempo onde os jornais informavam. Atualmente os jornais deformam. Ao invés de dizer "aconteceu", dão uma série de informações deturpadas que têm o objetivo puro e simples de imbutir em sua mente a opinião do editor. Tentam buscar utopias ao invés de simplesmente informar... E como se tornou praxe, passaram a defender bandidos.

Pois como se diz na constituição, no artigo 5...
XLIII - a lei considerará crimes inafiançáveis e insuscetíveis de graça ou anistia a prática da tortura , o tráfico ilícito de entorpecentes e drogas afins, o terrorismo e os definidos como crimes hediondos, por eles respondendo os mandantes, os executores e os que, podendo evitá-los, se omitirem;

Em suma, se existe boca de fumo ou algum ato desse tipo ocorrendo na sua área e você não denuncia, está se omitindo. Se você se omite, é bandido. Pura e simplesmente assim. E denunciar nem é difícil, basta apenas saber denunciar. Você não precisa denunciar a boca de fumo do lado de sua casa, mas com uma boa combinação dá pra você denunciar a boca de fumo do morro ao lado em troca de alguém de lá denunciar a boca de fumo do seu morro... Dessa forma não tem como te rastrear a não ser que você seja bem burro e deixar todo mundo saber. =/

Lembrando que não desejo de forma alguma desmerecer o jornal, mas sim criticar a imprensa como um todo... Pois não é de hoje que passamos a possuir uma classe jornalística digna dos piores tablóides ingleses. E isso é reflexo do público que consome essas porcarias. O mesmo público que vai passar de ano direto nas escolas sem precisar fazer prova, que será favorecido por cotas e que votará no governante que está dando mais mesada.

Em suma, estamos perdidos... A democracia falhou.

3 comentários:

  1. Democracia? Desde quando isso existe?
    Democracia é uma utopia, que como todas as outras utopias, nunca será alcançada.
    Vivemos sim, num regime totalitarista, que prega a lei do mais forte e do mais rico. Infelizmente.

    ResponderExcluir
  2. Hj em dia, existe a lei da riqueza e dos bandidos, onde as pessoas que tem mais direitos são as mais ricas, ou os criminosos, que podem fazer de tudo, literalmente, e que quando repreendidos pelas população, chove advogados e outras coisas para aliviar a pena dele.
    O sistema todo é uma merda total, tinham é que matar todos dos 3 poderes, e recomeçar tudo do zero, para termos alguma salvação a longo prazo, antes que a gente vire algum país africano em guerra civil.

    ResponderExcluir
  3. Já estamos em uma guerra civil não declarada.

    Morre mais gente aqui no dia-a-dia que no Iraque.

    A única diferença é nossos governantes que não a declaram porque em estado de Guerra o Exército pode matar todos os políticos corruptos.

    E seria muito político morrendo, ainda acho que se gritar "Pega ladrão!" no congresso não fica um...

    ResponderExcluir

Cuidado com sua postura ao comentar:
A responsabilidade pelas opiniões expostas nessa área é de de seus respectivos comentaristas, não necessariamente expressando a opinião da equipe do Pensamentos Equivocados.