Contra a "pirataria" fazem até aula especial...


Em mais uma atitude forçada pelo Lobby das gravadoras, o governo lança uma campanha daquelas que mais enchem lingüiça do que necessariamente tem a função de combater o delito em si. Tanto é inútil que qualquer pessoa que conviva/sobreviva de nosso salário mínimo não tem condições de optar comprar um CD/DVD em loja ou mesmo pagar o absurdo que se paga hoje em dia nos cinemas (mesmo porque a entrada no cinema é individual, assistir o filme em casa é coletivo), então cria-se um belo exemplar brasileiro do tradicional "modelo pra inglês ver", ao conduzir nas escolas matérias e qualquer outro tipo de apelo contra a compra de material pirata nas ruas.


É que nem o Chico Bento, ele vai lá nas terras do Nho Lau e rouba umas goiabas. Porque rouba?
A) Porque roubado é mais gostoso?
B) Porque não tem goiaba em casa?
C) Porque não tem dinheiro pra comprar goiaba?
D) Porque sim?
E) Porque é masoquista e curte uns tiros no rego?
F) Todas as anteriores.

Errado, é porque o Maurício de Souza assim optou.

E o que tem a ver com isso tudo?
Nada, apenas usei como recurso pra chamar a atenção de quem lê apenas título e figura, depois quero contabilizar quantos dirão que curtem o Chico Bento e não terão paciência de ler mais do que cinco linhas (ou as letras pequenas)... Um teste depois de umas experiências que passei em determinados comentários do blog e que vi em outro(s) blog(s) que leio freqüentemente. Blogs com mais de 32 caracteres, por sinal.


Voltando ao assunto... Não adianta dar aula, ensinar, se o aluno quando for na loja vai ver seu CD/DVD favorito custando mais do que ele um dia vai obter sendo um trabalhador honesto (um DVD, lançamento, original custa pelo menos mais de 10% do salário mínimo... o mesmo que tem que alimentar uma família inteira e ainda sobrar pra cachaça) enquanto do lado de fora da loja um camelô vende o mesmo filme (e até com sistema de garantia melhor que de muita loja) por 10 reais.

Ele vai pensar com o bolso ou com o que aprendeu na escola? Obviamente que num mundo onde políticos são honestos, onde não existe lula, não existe sequer Brasília (uma parte apenas, os que lá moram não tem culpa do que fazem os que vão lá só três vezes por semana...), enfim,um mundo perfeito, ele COM CERTEZA compraria o DVD original. Mas estamos no Brasil... Ele compra o dvd pirata pra apanhar menos em casa, pois de qualquer forma, pra quem ganha o mínimo 10 reais ainda é caro... Se tivesse comprado na loja seria vendido pra pagar o CD/DVD.

Adiantou algo?

Um dia as gravadoras e o governo vão aprender que estamos em um mundo capitalista e você precisa saber sempre quanto a pessoa quer pagar por um determinado bem. Como disse a Marisa Monte em uma entrevista que li recentemente, se o problema é custo (e um CD/DVD em escala industrial sai por menos de "3 real", já com todos os custos imbutidos) faz uma versão pra pobre e outra pra rico. A de pobre vende por dez reais com apenas o disco e uma embalagem de papel. A de rico coloca a embalagem. Te garanto que mataria a pirataria. Mas porque não fazem isso?

Porque é mais mais fácil culpar o governo e o povo do que olhar o próprio umbigo.

Um dia escrevo mais a esse respeito, pois existe muita lenha na fogueira pra apenas um post... Acho que vou fazer uma série de posts a respeito.

Abaixo a notícia que deu origem ao post:

Combate à pirataria será levado às escolas
Plantão | Publicada em 04/07/2007 às 10h43m
O Globo


RIO - Alertar educadores sobre problemas ligados à a pirataria e promover atividades de conscientização para pais e alunos. Estes são os objetivos do Projeto Escola, parceria da Câmara Americana de Comércio (Amcham) com a Associação Brasileira das Empresas de Softwares (Abes) e a Business Software Alliance (BSA). A idéia é visitar inicialmente escolas em São Paulo - as da rede pública escolhidas com o aval da Secretaria de Educação, as particulares selecionadas com a ajuda da própria força-tarefa de combate à pirataria. A primeira fase consiste em palestras para professores e diretores. Na segunda etapa, os pais assistirão a palestras sobre propriedade intelectual e, em seguida, será a vez dos estudantes.

Fonte: O Globo

16 comentários:

  1. O grande problema é que desde de a época do Collor, o brasileiro ficou com aquele estigma de que só se lucra realmente quando se tem um lucro de no mínimo 100%.

    Segundo tem que se fazer uma redução drásticas dos impostos, pois isso acaba encarecendo demais o preço final, já que as lojas repassam o valor para os clientes.

    Por último, os artistas darem um fora nas gravadoras e lançarem seus álbuns de forma independente e vender no meio da rua, como alguns fazem.

    Mas quem tem coragem de fazer alguma dessas coisas?

    ResponderExcluir
  2. Cara, seu Blog n�o tem nada de esquivocado n�o t� � muito maneiro!

    ResponderExcluir
  3. Isso sem nem mencionar software. Absurdo total e ganância pura e simples. "Eles" já faturaram os tubos nos países ricos e, ao invés de aliviarem os preços para os países mais pobres, querem cotar em dólar. Um preço justo seria bem aceito. Mas ninguém vai pagar 50 ou 70 reais num dvd original, bem como, 10.000 12.000 num software. Ainda mais tendo ali na esquina a 5 pratas. Ganância tem é que se danar.

    ResponderExcluir
  4. ha...complicado, porque os comerciantes ambulantes fazem isso porque precisam comer, as grandes gravadores querem quebrar eles e monopolizar o comercio absurdo de cds e dvds carissimos que só a elite compraria porque eles querem que os pobres se fodam sabendo eles que... a população média baixa ou só baixa é a que mais compra, por tanto na minha opinião eles deviam arrumar um jeito e fornecer cds e dvds originais de baixo valor, q ai os camelos comprariam deles (gravadoras) e de qualquer forma todo mundo sai bem, o comprador, o venderoes e as gravadoras...

    sei la...posso ter escrito asneira mas...qualquer coisa me corrijam por favor^^

    mas ai...dragus, tmb achei estranho o nome mas...ah e eu acabei de postar um texto e quero que vcs deem uma olhadinha e comentadinha la...

    bjus
    ^^

    ResponderExcluir
  5. Polêmico hein?! Do jeito que eu gosto...
    Acho que tudo está ligado ao resultado da própria ganância dos poderosos. Quem se sente à margem da sociedade por não ter condições de participar da classe média não sente remorso em comprar filmes piratas. Pior pros gananciosos.

    ResponderExcluir
  6. Pior que tentam passar a imagem de quem compra CD/DVD pirata é o errado, quando temos uma carba tributária de quase 50% e grupos que ganham rios de dinheiro em cima da população. Se eles tivessem preços mais justos para as pessoas ninguém ia precisar comprar um filme ou software pirata. E mais uma vez tentam manipular a cabeça da gente numa tentativa de lobotomizar as crianças. Mas sabemos que este tipo de atitude é inútil. Como você disse " para inglês ver"

    ResponderExcluir
  7. Massa o post! Adoro o Chico bento!










    Há! Te peguei! Realmente, co esse salário de miséria, quase não dá para comprar DVD e CD pirata, imagina o original...

    Odeio quando Filhos da Puta de Francisco ficam pregando falso moralismo, condenando aqueles que alimentam seus bolsos.

    Pirataria não é crime. É alternativa.

    Hasta, velho. Dá uma visitinha no arroto. Se quiser trocar links, estamos em ordem.

    ResponderExcluir
  8. E sempre mesmo, acaba estourando a corda no lado que "acha" que é mais fraco...

    ResponderExcluir
  9. Se eu tivesse chegado mais cedo teria sido o primeiro a fazer a piada do "legal, curto muito o Chico Bento" =P

    Pirataria tem tantas faces que é como combater uma hidra, vejo muita gente que tem um salário legal e comprando pirata, economizando em dvds e cds pra gastar em carros e celulares, ou seja, pessoas que não sabem o que querem e por isso querem ter tudo

    Quando éramos crianças e queríamos um brinquedo, esperávamos até aniversários, natal, e coisas do tipo, pois não eram coisas que precisávamos obrigatoriamente para sermos felizes

    Mas parece que crescemos e ficamos amargurando ao ponto de termos a sensação de que precisamos de tudo que vemos de legal para sermos felizes

    ResponderExcluir
  10. É incrível cara, parece que todos são desmiolados. Concientização é importante em vários casos, mas neste é um absurdo. O preço do cds e dvds aqui no Brasil são incrivelmente caros. A proposta da Marisa é bem interessante, ter em casa um cd de qualidade e que sabemos que cumprimos nosso papel de fã é algo louvável. Acho que a compra de um cd ou dvd original funciona como uma troca: o artista faz meses de trabalho e no final deseja ser agraciado com isso. por isso que tento sempre comprar o original das bandas q gosto. Mas.... a maioria é baixada na net mesmo.
    Em relação ao cinema, podia-se pegar o exemplo do Cinemark: tido dia tem uma sessão as 15hrs com ingresso a metade do preço e com meia. Sai em média a dois reais. Achei fascinante esta idéia, visto que a inteira é 15 reais.

    ótimo texto cara, realmente esses politicos nos tiram do sério. Obrigado pelo comentario e desculpe o post gigante, hehehehe!

    ResponderExcluir
  11. Ai, ai... pirataria é tentação.... salvem as criancinhas!!! kkkkkkkkkk
    Ah, mais uma coisinha... Indiquei o site para o BLOG COM TOMATES! Espero que aceite! Para pegar o selo e ler a justificativa, visite meu blog!

    (www.pollyok2.zip.net)

    ResponderExcluir
  12. HUHuheuheu
    mas nun tem nem como o governo querer combater a pirataria..
    É OBVIO que nem as pessoas que tem dinheiro para comprar um dvd original vão comprar se tem um na esquina de 5 reais!
    Tudo passa a mesma coisa!
    heuehuehue
    tem jeito não, tá perdido!


    :*

    ResponderExcluir
  13. KRAK MEY CHICO BËMTO ERA MINAH INFÄNSSIA!!!1,,,








    "Mas porque não fazem isso?"

    Ora.. que sentido teria comprar uma versão mais cara só pela embalagem, se o conteúdo for o mesmo? Não me faça crer que o brasileiro ficou superficial a esse ponto. :[

    Se bem que a Blockbuster já faz coisa do tipo: Vende filmes por preços mais acessíveis, sem os DVDs de bônus. Foi assim que comprei Star Wars III.

    ResponderExcluir
  14. Pense nos Otakus, Trekkers, Jedis e outras categorias mais fanáticas... Eles fariam questão de não só ter o material como também de tê-lo com frescura. =p

    ResponderExcluir
  15. Creio que a pirataria não está aí por simples bandidagem não. O povo brasileiro tinha é que ter salários mais dignos e depois sim ter um projeto de combate aos piratas. Pensando bem nem presiraria de um projeto se tudo fosse de acordo com a nossa realidade ( que não é nada elegante). Quem não quer ter filmes originais, Cd's originais, jogos originais... e os impostos?? pensaram em diminuí-los?? acho que não.
    Vale realmente vc postar mais sobre o assunto. Assim nos manteremos informados e poderemos questionar ainda mais nosso sistema!!

    Abraços

    ResponderExcluir

Cuidado com sua postura ao comentar:
A responsabilidade pelas opiniões expostas nessa área é de de seus respectivos comentaristas, não necessariamente expressando a opinião da equipe do Pensamentos Equivocados.