Notícias e mais e notícias.

Olá povo!

Vamos começar com uma notícia interna: Ante-ontem finalmente pus para download uma versão para impressão do conto "Forjando Um Guerreiro", está formatado em flash paper, o que tornou o arquivo bem mais leve do que se fosse me pdf. É bem provável que quem for ler acabe encontrando alguns erros de digitação, palavras erradas, pontuação... Isso por que apenas dei uma revisada muito superficia.
O arquivo contém todos os capítulos que foram escritos até o momento, dando um total de 60 páginas, mas assim que terminar a parte atual, começarei a por o conto por blocos, como fez o Dragus com o conto dele.
___________________

Outra notícia é a chegada do "Browser Spot", blog criado pelo meu amigo Deco, que se destina e postar notícias do mundo da informática e de tecnologia em geral. O link já pode ser encontrado na lista à direita de blogs amigos. Visitem, vale a pena!
___________________

A última notícia é um tanto curiosa: uma academia canadense está usando o Nintendo Wii em suas aulas e pelo jeito está fazendo sucesso, pois está sendo recomendado até como complemento aos exercícios. Vejam a notícia original a baixo (não, não se trata de uma inversão do desafio do espelho quebrado, embora tenhamos recebido mais uma indicação!)

Academia cria ‘estação de exercícios Wii’

No Canadá, academia criou espaço para pessoas se exercitarem com o videogame.
Jogos de tênis e lutas estão entre as atividades realizadas.

Uma academia de ginástica canadense está oferecendo uma novidade para as pessoas entediadas com atividades monótonas e aulas de bicicleta: a estação de exercícios Wii. A Studeo 55, em Vancouver, incorporou uma estação de exercícios com o console Wii, da Nintendo, em seu circuito de treinamento -- onde usuários podem socar, correr e pular com o controle do videogame que responde a movimentos.
Nathan Mellalieu, proprietário da Studeo 55, disse que decidiu introduzir os videogames num ambiente de fitness depois de observar como as crianças se divertem enquanto jogam e, mais importante, o quanto elas suam. "Nós estamos sempre tentando quebrar os paradigmas e manter as coisas novas. Estamos acostumados aqui a quebrar a monotonia dos exercícios tradicionais", contou.


Os freqüentadores da academia são encorajados a usar o Wii como parte de seu circuito de treinamento, aquecimento ou ao final de suas atividades. O sistema foi colocado em um salão de 120 metros quadrados com um grande telão.
A Nintendo está atualmente desenvolvendo o Wii Fit, um videogame com uma série de atividades, de ioga à aeróbica.
Kim Bey, uma ex-nadadora olímpica, foi uma das primeiras a experimentar o exercício virtual na Studeo 55, quando ele foi introduzido há duas semanas, e acrescentou que foi fácil aprender. "Você consegue o que você coloca e pode fazer dele um exercício muito difícil. Eu certamente fiquei suada no boxe e quando você o incorpora entre seus exercícios, é como ter um pequeno intervalo e ainda assim se exercitar."

Fonte: G1

Até a próxima!

10 comentários:

  1. Adorei seu blog.. seus post são bem legais e gostosos de ler.. Parabéns...

    ResponderExcluir
  2. Bah se isso vim pro brasil vou ate fazer academia.
    haehaehaehae
    Muito legal o blog.
    Parabéns!

    ResponderExcluir
  3. bem bolado

    mais tp...invés d pagar academia eu compro um wii e faço em casa...sauhahuhuhasuhhasha

    abraço

    ResponderExcluir
  4. O que � o Nintendo Wii??? hehehehe

    Obrigada pela dica de espa�ar. Eu j� editei a postagem colocando os espa�os entre os par�grafos.

    ResponderExcluir
  5. Que diferente! Parece ser bem interessante.

    abraço!
    http://somdosom.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  6. Espero que o blog de seu camarada seja do mesmo nível que esse. Tenho certeza de que será mais uma grande aquisição para a blogosfera. Visitarei.
    Quanto a noticia da academia, agora ninguém vai poder dizer que brincar no video-game deixa barrigudo... (rs)

    ResponderExcluir
  7. haha assim é bom ir a academia ahauahua^^

    nossa quanto tmpo não venho aqui ein^^
    tava com saudades de vcs^^
    passem la no meu tmb
    tenho certeza q vcs vão me xingar por uma coisa la mas mesmo assim aahauaha aguardo a visita de vcs^^

    ResponderExcluir
  8. oi td bem?
    gostei do seu blog
    textos mto bons!

    ResponderExcluir
  9. Oiiii...
    td bem??
    é tow sabendo...
    ainda tem que melhorar algumas coisas...num sei nem como "add" outros blogs.
    Mas o seu blog está show...muito bom...Parabéns!!!

    ResponderExcluir
  10. PF irá investigar sete ONGs que atuam na Amazônia

    A Polícia Federal abriu inquéritos para investigar irregularidades apontadas no levantamento do Ministério da Justiça sobre a atuação de Organizações Não-Governamentais (ONGs) com atuação na Amazônia. Da relação de 25 entidades encaminhadas à Secretaria Nacional de Justiça e à Polícia Federal, pelo menos sete constam como problemáticas e passíveis de investigação por suspeitas que vão de desvio de recursos públicos a introdução de rituais religiosos estranhos à cultura indígena.


    As entidades relacionadas pela Agência Brasileira de Inteligência (Abin) e que passarão por uma triagem da Polícia Federal são a Amazon Conservation (ACT), Comissão Pró-Yanomami (CCPY), Conselho Indígena do Vale do Javari (Civaja), Coordenação da União dos Povos Indígenas de Rondônia, Noroeste do Mato Grosso e Sul do Amazonas (Cunpir), Jovens Com Uma Missão (Jocum), Movimento Novas Tribos do Brasil (MNTB) e a Cool Earth, ONG de origem inglesa, cujo co-fundador, o sueco Johan Eliasch é acusado de danos ao meio ambiente e suspeito de ter usado entidades de fachada para comprar terras no Amazonas. Eliasch inventou o conceito de áreas adotadas, para estimular empresários estrangeiros a comprar terras na região.

    Cultura indígena
    A ACT teria feito campanhas para compra de terras e se apropriado de conhecimentos tradicionais indígenas a serviço de laboratórios estrangeiros de cosméticos. A CCPY também teria se prestado a esse tipo de trabalho. A Jocum teria interferido na cosmovisão indígena, introduzindo rituais estranhos à etnia suruaha, no Amazonas. Uma das mais antigas seitas religiosas com atuação na Amazônia, a americana MNTB, é suspeita de ter feito prospecção de minério, contrabando e espionagem.

    O grupo de trabalho coordenado pela Secretaria Nacional de Justiça recebeu, também, dezenas de denúncias listando outras entidades que estariam agindo à margem da lei, cujos nomes também foram repassados à Polícia Federal. Uma delas, a Associação Brasileira de Desenvolvimento Sócio-Econômico (Abradese), sediada em Colinas do Tocantins (TO), teria recebido, em 2004, R$ 2 milhões do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra), sem realizar os serviços prometidos em assentamentos rurais do município.

    A denúncia foi retirada de um ofício encaminhado pela Prefeitura de Colinas com os nomes dos supostos beneficiados, os ex-prefeitos José Santana Neto e Gilson Pereira da Costa, ambos do PT.

    "Parte do dinheiro foi desviado para a campanha eleitoral do PT", disse ao Jornal do Brasil a prefeita Maria Helena das Dores (PP).

    "Não temos nada com esse assunto, não fazemos parte da entidade e nem sei porque fomos citados", defende-se Costa.

    Segundo ele, a Abradese abriu estradas em assentamentos e ainda teria dinheiro a receber do Incra. A entidade, segundo afirma, é dirigida por um filiado do partido no Tocantins, Antônio Carlos Montandon, que mora em Palmas.

    Comparado ao montante que o governo federal liberou nos últimos oito anos para ONGs em geral, o repasse do Incra à ONG de Colinas do Tocantins é irrisório. Dados da Controladoria Geral da União (GCU) aponta que nos últimos quatro anos do governo Fernando Henrique Cardoso e no primeiro mandato do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, em valores atualizados, a montanha de dinheiro alcançou a cifra de R$ 48,02 bilhões - uma média de R$ 6 bilhões por ano - sem que as entidades tenham prestado conta sobre a execução dos convênios.

    "O paradoxo é que todas as que recebem dinheiro do governo se apresentam como entidades sem fins lucrativos", diz o secretário nacional de Justiça, Romeu Tuma Júnior.

    No levantamento feito pelo grupo de trabalho criado pelo ministro da Justiça, Tarso Genro, para diagnosticar a atuação das ONGs na Amazônia há fartura de denúncias: desvio de dinheiro público, entidades que servem de fachada para estrangeiros na compra de terras, espionagem, apropriação de conhecimentos tradicionais das etnias, evangelização e aculturação forçadas e exploração de recursos minerais.

    JB Online

    ResponderExcluir

Cuidado com sua postura ao comentar:
A responsabilidade pelas opiniões expostas nessa área é de de seus respectivos comentaristas, não necessariamente expressando a opinião da equipe do Pensamentos Equivocados.