Sobre o I Encontro BLS - Parte 1

Será um post atípico, principalmente pela quantidade de fotos de péssima qualidade que tirei do encontro só porque esqueci minha câmera em casa quando saí pra trabalhar sim, trabalho muito mas nem parece... por isso durmo 3 horas por dia.... Obviamente isso não diminuiu meu carisma nulo e minha péssima performance com microfone, quando fui fazer minha única pergunta antes de sair correndo pra não perder a barca (é, se não saísse até as 22:00, só no dia seguinte, pois a última barca para Paquetá sai 23:00).

Vamos começar o caminho pelo príncipio, ou seja, por algo nada a ver com isso... Tudo começou quando eu era pequenino. Eu saí da barriga da mamãe a... Er... Vamos apressar um pouco.

Tudo começou as 16:00 quando eu e PK nos encontramos na Praça XV, de onde nosso companheiro blogueiro veio de Paquetá (uma sagaz mistura de alcatraz com um certo teor bucólico e muito abandono), e iniciamos nossa peregrinação para o local do evento. Como dois cariocas completamente experientes em avançar pela Zona rica Sul, nos empreitamos em um coletivo (lotação, se permitirem esse nome) e nos embrenhamos por um caminho tranqüilo demais, pelo menos até chegarmos a região do Humaitá, indo pela Rua Jardim Botânico.

Antes dele chegar vi as Barcas S/A impedindo um morto de ser enterrado em Paquetá, pois não deixou a funerária embarcar o defunto. Lamento pela família.

Pra quem não conhece essa área, Humaitá, é só imaginar um lugar onde existe uma lagoa próxima (a tal da Rodrigo de Freitas) que em determinadas épocas do ano fede mais que mendigo suado de tanto peixe podre e que ainda assim o metro quadrado dessa região é um dos mais caros do Rio de Janeiro (não sei se ainda é)perto do fedor ainda é mais caro. E é também nesse lugar que tem um dos parques mais belos e abandonados do Rio de Janeiro, mas nem chegamos a passar perto desse lugar, um tal de Jardim Botânico.

Na altura do Hospital da Lagoa (aquele que sofreu intervenção tempos atrás) completamos uma hora dentro do ônibus preso em um engarrafamento monstro tradicional para aquele horário, exatamente às 17:20. Com uma coragem absurda para duas bolas gordas, saímos do ônibus e optamos por caminhar da Rua Jardim Botânico até o local do evento, no Leblon. Caminhamos 3 quilômetros desde o Hospital da Lagoa até o Rio Leblon Design, isso em apenas 20 minutos. Ótima marca pra duas baleias, ainda bem que o Greenpeace não nos encontrou, senão viraria capa de jornal... "Baleias Encalham na Lagoa Rodrigo de Freitas". No caminho fiz questão de tirar minhas primeiras duas fotos desfocadas. A gente passou em frente do estádio de Remo da Lagoa, e não deixei de reparar em dois detalhes tenros. Não foi acabado, se utilizaram (e nem sei se utilizaram), a construção estava inacabada, conforme o desfoque das fotos não deixa ver.

A primeira foto nem está tão horrível, pois ainda é dia, mesmo que um dia horroroso e chuvoso. A segunda foto, que mostra os itens do PAN abandonados, é que ficou uma desgraça, e ainda vêm muito mais por aí \o/! Parece até aqueles vídeos com voz de pato de denúncias de televisão... Como se os cacarecos pudessem falar.

Enfim chegamos ao local. Como sou cria da Zona Norte, imediatamente identifiquei o local como incompartível com meu bolso, e precisava encontrar um lugar de alguma rede fast-food para saciar minha fome e a do PK, principalmente a do PK, sem sairmos de lá com um olho a menos... E nem direi qual. =/

Acabamos indo no Shopping Lebron... Ops, Leblon, um shopping novo e muito lindo, onde você chega ao primeiro piso depois de dois lances enormes de escada. O shopping fica em cima do Scala o templo gay, e é todo em um branco muito calmo mas cujo design lembra mais um pesadelo. É um daqueles Shoppings onde a escada rolante é feita por arquitetos espertos, que te obrigam a passear pelo Shopping inteiro se não souber onde fica o elevador. Bem, como leio placas (serei realmente brasileiro? evito filas e leio placas... existe algo errado comigo...), vi para onde apontava a mais importante: Elevador Panorâmico.

Chegar na praça de alimentação era um pulo. Vendo que ela ficava pra cima, e "pra cima" pode ser em qualquer lugar, até no subsolo (design, meu caro, design), fui direto na ascensorista (o que detêm o poder de decidir qual andar) e disse "Praça de alimentação, por favor". Bingo! Ela foi honesta (poderia ter apertado o botão da segurança e me mandado de volta para a Zona Norte através dos amáveis serviçais responsáveis por escorraçar seres que nem eu). Bingo nada, assim que saio do elevador vejo que estou em uma garagem. É, uma garagem.

Qual criatura em sã consciência colocaria uma praça de alimentação na garagem? Eles colocaram. Com ajuda mais visual que de placas (pois elas guiavam para uma estranha porta azul de onde eu podia escutar um estômago roncando, e não era do PK), finalmente descobrimos nosso tão sonhado objetivo, o cinema. É, vimos o cinema, entramos e dobramos a direita, onde finalmente vimos mesas, que a princípio julgamos ser de algum restaurante caro e que depois descobrimos serem as cadeiras do próprio shopping.

Mas os restaurantes eram caros mesmos. Tomados pelo fator GRANA eu e Pk vislumbramos as 3 únicas opções que poderiam satisfazer nossas panças enormes sem esvaziar nossos saldos bancários já vazios. Era comer no bob's, mandar ver uma massa no Spoleto, ou traçar uma inglesa... Ops, Batata Inglesa. Claro, existem a opção 4, que seria "Ficar com fome", mas depois de uma caminhada de 3km, precisava repor a banha que perdera. PK escolheu o Bob's, que naquela região cobrava o módico preço de R$12,90 por um trio médio de Big Bob, o mesmo trio que onde moro custa R$10,40.

PK comeu que nem um porco, e eu esperei por minha esposa. Ela chegou, e felizes e saltitantes fomos para o local finalmente. Quando comi, o superei na arte de sujar o público e por pouco não destruo mais uma camisa. Comi um espaguete (grande, óbvio) no Spolleto. Era "apenas" 19:30 quando terminamos de comer. Pronto, momentos de tensão, pois as duas criaturas dementes havia feito tudo certo, menos verificar onde ficava o local do evento dentro do Rio Design. Após mais um atraso e uma ajuda providencial do segurança do 2º piso, que disse com simpatia que o local ficava no Subsolo. Eu sei que no fundo ele ria desses dois turistas. Eu riria. Ou não.

Chegamos finalmente ao local... E pra nossa surpresa, ainda não tinha começado. A foto mostra bem nosso estado de espiríto após a pequena odisséia.

Continua no próximo post (provavelmente o PK se encarrega dessa parte...) =p

14 comentários:

  1. Rapaz que passeio ein. hehehe
    Ae não é só tu q evita fila não. Eu detesto enfrenta fila. rsrs

    Bom, paragéns pelo blog. Post muito bem escrito.

    Blog Esponja ®
    www.blogesponja.net

    ResponderExcluir
  2. Foi uma pena não ter podido ir. Afinal, seria mais uma baleia para o greenpeace salvar. (rs)
    Espero que tenha valido a pena. Esperarei ansioso pelo próximo tópico, pois quero saber de suas impressões do encontro. Quem sabe, nós pobres habitantes da zona norte não marcamos um por aqui?

    Um abraço.

    ResponderExcluir
  3. Pela cara de vcs dois na última foto, jámeio que pevejo o que vai acontecer...

    espero o próximo post. Hasta!

    ResponderExcluir
  4. huahauhua... um encontro de blogueiros com sabor de Indiana Jones.... esperemos a segunda parte!


    P.S: Os contos não foram "pensados" para se complementarem não... mas vc não é primeiro que diz isso!

    ResponderExcluir
  5. Oohhhh nãão, dorme 3 horas por dia?? o.Õ Eu durmo 7 e tenho certeza de que não agüentarei hauahau ^^'' creio também ter distúrbio do sono ¬¬²''

    Hmm passeio foda hein =]]

    küsse ;**

    ResponderExcluir
  6. Uma típica aventura para o nosso padrão hein. To curioso para as impressões de vcs dois sobre o encontro de blogueiros.
    Abração !

    ResponderExcluir
  7. Transformar uma ida a um evento em uma odisséia!!!! Muito bom!!!! Só mesmo a criatividade e o bom humor para iluminar os acontecimentos!!

    Abraços!!

    ResponderExcluir
  8. Menino, me acabei de rir... Já quero saber do resto...

    Kuß.

    ResponderExcluir
  9. Kd a outra parte!!! akakakakkak!!Não consigo esperar, quero saber mais,rsrsrsr...divertido de mais!!
    beijos

    ResponderExcluir
  10. Programa divertido, rs.
    O blog realmente é um grande mecanismo de opinião. Li em outro post que o Brasil é o 5º país do mundo que mais lê e participa da "blogosfera".
    Parabéns pelo texto.
    Abraços.

    ResponderExcluir
  11. Olá Dragus estou passando para retribuir a sua visita. Existe sim a lei dos estagiários, eu também não sabia até ler em um site de notícias que estavam querendo alterá-la. Espero que a alterem logo, pois os que são contratados fixos e possuem um salário mais digno que o de estagiário se esquessem que estes são colegas de trabalho como qualquer um.
    Uma ótima semana para ti e volte sempre em meu blog.

    ResponderExcluir
  12. Muito legal seu blog!!! Gostei mesmo! Vi la no orkut. Admiro quando as pessoas tem bastante coisas para escrever. Eu já nao tenho muito (lol).
    mas gostei muito, seu blog e great!

    ResponderExcluir

Cuidado com sua postura ao comentar:
A responsabilidade pelas opiniões expostas nessa área é de de seus respectivos comentaristas, não necessariamente expressando a opinião da equipe do Pensamentos Equivocados.