Ir ao Cinema Em Lançamentos: Haja Paciência!

(Saí do cinema querendo uma navalha para usar em certas pessoas...)

Existem apenas duas coisas que podem irritar uma pessoa que paga caro para ir ao cinema.

Uma delas é o filme ser ruim, a outra é o público.

E existem uma lista de coisas que constatei hoje, observando as pessoas e a mim mesmo quando fui ao cinema, uma lista pequena e com a qual ou já se familiarizou ou já fez. =p

Antes de continuar, uma ficha do que fiz, pra resumir e facilitar o entendimento:
Filme: Sweeney Todd - O Barbeiro Assassino (ou algo do tipo, tradução de nome brasileira é ruim e ridícula)
Onde: Kinoplex do Shopping Tijuca, no Rio de Janeiro.
Sessão: 20h30min.
Status do filme: Lançamento.
Sala: Lotada.
Testemunhas: Eu, minha esposa e meus dois cunhados.

Agora destaques do que constatei (como quase sempre percebo) e deixo finalmente registrado...

1- Não ler sinopse.
Essa é realmente a coisa que menos entendo em uma pessoa quando vai ao cinema. Pessoas em sua maioria não assistem filmes por causa de sua história, mas sim por causa dos atores envolvidos, do nome do diretor ou simplesmente porque o cartaz é bonito... E, é claro, porque um amigo popular/etc convenceu que o filme é bom. Quando fui assistir o filme, já sabia o que era, qual a sinopse, sua história, o estilo e até mesmo que não tinha um final feliz. Durante a exibição vi pessoas indo embora resignadas porque era um musical, porque tinha muito assassinato, etc.

Com certeza foram desses, quase todos atraídos por alguns desses motivos ou todos:
- Ator* que fez o Snape está no filme;
- Atriz* que fez a Belatrix está no filme;
- Ator* que fez Jack Sparrow está no filme;
- Diretor* de Batman está no filme.

* É insignificante saber quem são os envolvidos, apenas saber o que fizeram já basta.

Ter visto crianças na sessão também me fez ter certeza que Harry Potter e Piratas do Caribe foram responsáveis por encher a sessão. Bom pro cinema que não precisa devolver o dinheiro dos ingressos comprados "errado" (se não se informou antes, a culpa não é do cinema, pois os cartazes de sinopse existem e basta procurar a torre onde estão os resumos).

E com isso fico mais uma vez preocupados com as eleições desse ano, se o povo nem quando vai se divertir se informa, imagina fazendo algo que não gosta (votar)?

2- Lugares demarcados não combinam com atraso.
Para quem não sabe, alguns cinemas estão voltando a adotar o uso de cadeiras marcadas, para acabar com alguns problemas que existiam nas salas como pessoas que vão no banheiro e na volta perdem o lugar, pessoas que compram na internet pensando em ter lugar e descobrem que não existe e outras coisas mais.

É bom? Não, é ótimo. Agora quem chega cedo realmente recebe uma recompensa a mais e pode ir lanchar sossegado antes da sessão começar.

Agora o que não pode é manter a tolerância com atrasos. É chato e ridículo no início do filme ainda terem pessoas passeando pelos corredores da sala de projeção procurando por lugar. Se não conseguiram chegar na hora certa, que trocassem de sessão ou nem entrassem. Incomoda pessoas na frente perguntando em voz alta pela fileira.

Outra mancada do cinema onde fui é que a indicação das fileiras não é iluminada (nem mesmo que de forma tênue), a pessoa pra enxergar precisa perguntar, e apesar de teoricamente existirem lanterninhas para auxiliar, no momento não tinha nenhum.

3- Adolecentes, educação e cinema são antagônicos.
Eu já fui adolecente, todos foram, e se não você não é "adulto" um dia dirá que foi adolescente, apesar de que sempre negará isso (pois depois de um tempo determinadas coisas ou nos fazem rir ou nos envergonham).

Mea Culpa: Eu já fui em cinema e incomodei os clientes a ponto de receber pipocadas. Já fiz uma sessão inteira de Senhor dos Anéis gargalhar ao comparar Frodo com Michael Jackson, do mesmo modo que até sofri atentado sexual - um dia conto essa história. - numa sessão... E sei do que falo pelo que fiz, mais até do que pelo que sofri.

Entretanto, é fato que cinemas deveriam repensar o modo de agregar a coletividade. Grupos de adolecentes deveriam ser isolados em camarotes com isolamento acustíco e proteção contra gritos, faniquitos e etc, principalmente quando vão em bandos. Fâs tem um lugar a parte, mas geralmente esses se calam na hora da exibição por causa da idolatria. Adolecentes não.

Sentei, cheguei dez minutos adiantado, apesar do lugar marcado tenho medo pois não confio em "lugares marcados", e quando o filme está pra começar, e começam os comerciais e trailers, eis que duas adolecentes surgem e ficam paradas na minha frente no corredor central (obviamente não só na minha, mas na de todos que me acompanhavam e de muita gente). Elas papeiam sobre o lugar, observam e dialogam sem se importar que o trailer passa. Até aí tudo bem, é trailer, e só reclamaria se fosse o trailer do filme do Batman (como era de um filme qualquer, e fraco, nem me importo).

As duas criaturas do capeta vêem que a fileira que vão ficar é justamente a que tem atrás da minha. E eu estava quase no final da sala (adoro cinemas dias de lançamento), e sentam. Se calam? Longe disso, pegam seus celulares luminosos a ponto de me incomodar de costas e começam a conversar com outras amigas. Carol (sim, deu pra decorar o nome) anuncia que encontrou o lugar e pede a reunião.

O filme começa, a múcica, as letras, o elenco, a história começa... E pronto! Chegam os amigos adolecentes. E o que fazem? Sentam? Não! Conversam em pé no corredor central enquanto Carol e a amiga comemoraram agitando celulares como se fossem bandeiras. E quando sentam começam a conversar, comentar e a identificar Snape, a Belatrix e o Rabicho. Ótimo! Caso 2 citado acima se identifica.

Somente com quinze minutos de filme, e a primeira morte (ou o que veio primeiro, não lembro), o tom de voz diminui. Param de falar? Claro que não... Pagaram pela sessão e apesar de odiarem - eu escuto muita reclamação, pois disseram que "não tem nada a ver com piratas do caribe". - ficam até o final, para justificar o dinheiro gasto e fazer de meu saco recipiente da fé divina.

Foi assim até o final.

Por isso que digo e repito:
Adolescentes (ainda mais quando em matilhas/bandos) deveriam ter uma ala só deles separada das demais por uma grossa camada de vidro com isolamento acústico. Não apenas não assistem o filme, como incomodam quem pagou - e caro - para assistir. Se não gostam, se querem conversar, saiam e façam em casa. É nessa hora que sinto falta dos lanterninhas, que servem justamente para expulsar quem incomoda, mas deveriam estar em outra sala em um filme mais popular, não Sweeney Todd. =p

Claro, na falta disso opto por assistir filmes em dias mortos ou horários perigosos a adolescentes (ou segundo os pais, que proíbem de assistirem últimas sessões).

E pior que adolecentes que incomodam são adultos que querem ser adolescentes e incomodam.


4- Os ingressos estão cada vez mais caros.

Paguei R$ 18,00 na entrada inteira (no total foram 87 gastos entre entradas e pipoca) para assistir um filme e ouvir de lambuja as fofocas da Carol. Preciso dizer mais?

Se gostei do filme? Vejam a crítica em Quadrinhos LTDA. =p

17 comentários:

  1. Pois é.
    Todas essas coisas realmente um pouco do brilho de ir ao cinema.
    Gosto de ir nos horarios mais tarde pois assim o publico é um pouco selecionado e a molecadinha da um tempo

    ResponderExcluir
  2. Também, quem mandou você ir logo no Shopping Tijuca?

    ResponderExcluir
  3. cinema pra mim atualmente á alugar um filme e assistri em casa, longe dessas criaturas e abominações.

    ResponderExcluir
  4. Olha, eu não sei de você, mas eu mando calar a boca, em alto e bom som... acho que sou estupido o suficiente pra isso... hahaha...
    Nunca me esqueço a vez que eu fui assistir um filme e alguem ficou chutando minha poltrona, até que eu soltei um:
    EU QUERIA TER UMA MERDA DE UMA FACA PRA ENFIAR NA MINHA POLTRONA SO PRA VER O SANGUE ESCORRENDO...
    Os cutucões cessaram... ¬¬
    Hehehe...
    Abraços.

    ResponderExcluir
  5. Eu custumo ir passando de blog em blog para conhecer novos espaços, quando gosto do cantinho de alguém deixo um recadinho, para poder acertar o caminho de volta, rs...rs...
    Bem, te convido a visitar o meu cantinho também, caso você goste, nao deixe de deixar um recadinho, ah! e se não gostar pode criticar também!
    Um abraço!
    Liz

    ResponderExcluir
  6. por isso ke nunca mais fui no cinema..hahahaha


    bjuus

    ResponderExcluir
  7. Hey... passando pela primeira vez no blog. Apesar dos revézes, eu não hesitaria em ir ao cinema assistir Sweeney Todd (eu me encaixo no grupo que vai ver o filme só por causa do diretor, mas poxa, Tim Burton, já dá pra ter uma boa idéia de que não vai ser um filme fofinho, é um absurdo gente saindo da sala no meio da sessão), mas o filme nem estreou no buraco onde eu moro. Mesmo assim, quase 90 reais numa ida ao cinema pra ficar ouvindo sobre a vida pessoal da Carol... paciência.

    ResponderExcluir
  8. Dica: vá nas ultimas sessões de uma segunda feira e terça feira. Não há coisa melhor. Ninguem te estressa.

    ResponderExcluir
  9. o único filme que eu vi no dia que estreou e ainda na primeira sessão foi "300"

    nunca mais vou num lançamento :]

    ResponderExcluir
  10. Nossa! Me identifiquei horrores com seu texto de opinião! A parte que vc fala da matilha transloucada de adolescentes desajustados então...
    Ando desistindo de ir ao cinema quando o ator é galãnzinho... espero a locadora na boa.
    Sufoco que é desmerecedido, não acha?
    Abraço.

    ResponderExcluir
  11. Eu nao vou mais a cinema!
    Baixo tudo na net!
    :)

    ResponderExcluir
  12. so o q me faltava ter gente que vaiv er o filme sem ler a sinopse, e achando que vai parecer com outro filme que determinadores atores fizeram dashduisahduishauisd, quem sabe pensaram que seriam piratas bruxos do carribe lideramos por jack potter.. ta loco.. e qnto aos adolescentes, ja fui uma dessas q ficou encomodando :D, mas isso é passado. bjs

    ResponderExcluir
  13. Olha só, realmente existem pessoas que só vão ver o filme, nem por causa do Johnny Depp e sim, por causa do Jack Sparow!!!haiuhiauohiouahiahiahiah

    Mas, ver um filme só pela sinospse também não rola! Diretores e atores, contam muito, afinal cinema é caro... hehehehehe tem que ter uma indicação decente!

    Tõ chocado! eu tô louco pra ver esse filme por ele ser um musical, e geral tava vazando?! aff!!!
    só num fui ver ainda por que no lixo onde moro ainda não estreiou...

    Nossa! fiquei onfendido com a degradação que fez a nós adolescentes!
    haihoahahoiahioauhiaouhioah
    Apesar de tudo, acho engraçado tudo que esse povo faz...
    Confesso, tbm faço vexame de vez em quando... x;

    Peço desculpa pela minha raça! =b

    Gostei do seu post, confesso que a principio te achei antipático, por reclamar das traduções, é que vejo muita gente reclamendo da tradução de titulo, mas, particularmente não vejo nada demais, alguns titulos ficam até melhores quando traduzidos, e outros são apenas traduzidos... mas, depois concordei com as coisas que disse sobre ir ao cinema, sua forma de escever é bem humorada.^^

    Abraço!

    ResponderExcluir
  14. Bah, nem me fala!
    Eu já acho que deveria haver uma sala de cinema completamente separada para adolescentes!
    Mas que caro o preço dessa entrada, heim?
    Bjs!

    ResponderExcluir
  15. Adoro assistir a filmes na estréia! E vi a película em questão por causa do diretor e porque gosto de musicais. (Minha mãe dormiu durante o filme inteiro!).

    Pessoas mal-educadas no cinema incomodam, sim! No entanto, prefiro a diversão de estar num cinema junto a coletividade a ter que ver um filme em casa, sozinho!

    Concordo com muita coisa que você afirmou sobre adolescentes! Ele incomodam nos cinemas até mais do que as crianças! Lembro-me de que, há mais ou menos 10 anos, durante uma sessão superlotada de "Titanic" no antigo e extinto cine São Luiz (Recife), um adolescente engraçadinho berra no início do filme: - Ele morre no final!!!!!!
    Seguiu-se então uma avalanche de pipocas em cima dele (e de mim, que estava próximo) e uma profusão de xingamentos. A sessão virou uma zona e, pra completar, ainda por cima, estavam na moda aquelas insuportáveis canetinhas de raios infravermelhos que os adolescentes adoravam apontar para a tela!

    Gosto bastante de seu blog. Inclusive, já o adicionei à minha lista de blogs amigos!

    Caso queira dar uma olhada em meu blog, o endereço é o seguinte:

    http://www.cafe-cultural.blogspot.com

    Novas atualizações: matéria sobre assédio moral no trabalho; mais confissões e devaneios; e a volta do Rei do Pop!

    ResponderExcluir
  16. Acho que todos nós ja passamos por estas situações. É ridiculo pagarmos um absurdo pelo ingresso e passarmos por aborrecimentos do tipo. Concordo em abrir uma sala apenas para adolesncentes e afins, pq realmente encomodda. Já assitiu a estreia de Harry Potter?? é um inferno, impossivel de acompanhar o longa por inteiro. Tive sorte deste fabuloso filme que vc viu não ter ninguem me aporrinhando, mas ja passei por situações lamentaveis.

    Caro amigo, peço desculpas da minha ausência neste blog. Rapaz, fda e começo foram bem turbulentos. mas agora tudo anda acalmando e voltarei aqui bem mais vezes, certo isso. Grande abraço e muito obrigado pela visita. abs|!!

    ResponderExcluir
  17. Nossa, o melhor lugar para assistir um filme hoje em dia é em casa, o mesmo ocorre com o futebol, vai no estadio povo mal educado, sem condicoes. Coloque internet rapida, baixe o filmes, compre pipocas e veja em casa rapaz.

    http://cafeecigarretis.blogspot.com/

    ResponderExcluir

Cuidado com sua postura ao comentar:
A responsabilidade pelas opiniões expostas nessa área é de de seus respectivos comentaristas, não necessariamente expressando a opinião da equipe do Pensamentos Equivocados.