[Opinião] Lei, juiz no Bolso e a inversão de valores



Que vivemos em um país onde o ladrão de galinha é açoitado enquanto um diretor de hospital corrupto anda de Ferrari (que torra o dinheiro público - causando a morte de milhares de doentes) fica solto todos sabem.

Mas agora vivemos um novo mundo.

Anos atrás quando Collor assumiu e viabilizou algumas mudanças na legislação brasileira sofreu um duro golpe do poder legislativo e foi açoitado pelas forças que o colocaram no poder. Sofreu um processo de Impeachment não pelas maracutais que fez (até porque FHC e Lula fizeram igual ou pior e continuam - como o corriqueiro caixa 2 de campanhas, admitido por ambos nas entrelinhas de suas entrevistas na época do escândalo das eleições), mas sim porque abriu o mercado e tornou possível que coisas como o Iphone chegassem em nossas mãos. Antes disso existia um entrave burocrático imenso e somente quem tinha muito poder ou dinheiro conseguia determinadas coisas hoje triviais. Tanto foi vítima de seu séquito que foi inocentado e o único que sabia de tudo (PC Farias) foi morto sob circunstâncias misteriosas e sem investigação alguma.

Esse ano a polícia federal começou trabalhando muito e duro. Foram muitas operações e prisões, demonstrando a opinião pública que apesar de todos os problemas policiais nos estados ainda existiam uns poucos que queriam fazer a lei valer sem precisar apelar pros métodos apresentados no filme Tropa de Elite. Tudo funcionava até que um delegado encostou num peso pesado do crime, o que chamo não de "dono do Brasil", mas de "Dono dos Donos".

Protógenes prendeu o empresário de ligações escusas Daniel Dantas (e investigado na Itália, diga-se de passagem, pelos mesmos crimes). Parecia uma prisão simbólica, até porque qualquer Brasileiro consciente sabe que não duraria mais de um mês essa prisão. Na verdade bateu-se recorde.

Daniel Dantas, que afirma ser detentor de poderes que apenas o legislativo possui uma lei apenas para ele. O presidente do STF, o bicho de estimação de Dantas - dados os fatos. -, em menos de vinte e quatro horas soltou Dantas. O juiz federal do caso tentou ainda prendê-lo novamente, mas não adiantou. Em poucas horas Daniel Dantas foi solto duas vezes pelo Presidente do STF em Habeas Corpus completamente fora do processo legal cabido a pessoas comuns.

Para se ter uma idéia do quanto Daniel Dantas é importante, notem que nem mesmo um Deputado conseguiria ser solto tão rápido, pois teria antes que ser votada a continuidade de sua prisão na câmaras.

Enquanto isso um assaltante que roubara o Presidente do STF até hoje tem seus habeas corpus negados. Dois pesos, duas medidas.

Depois disso houve uma sistematica e vergonhosa série de golpes ao estado democrático de direito. Para evitar que Daniel Dantas - e seus amigos. - passasse novamente a vergonha de ser algemado na televisão os policiais passaram a ser proibidos de algemar. No país das maracutaias é proibido algemar e quem for algemado pode processar o estado e ser solto, ainda que tenha matado sua filha. Por sinal, se ela norma for colocada em prática o herói da televisão (Lindeberg) provavelmente vai utilizar o vídeo de sua prisão para ser solto alegando abuso das autoridades - apesar de não me lembrar dele ser algemado, lembro que apanhou. - e terminar o que começou.

Outro golpe foi a fusão da Oi com a Brasil Telecon, o grande plano de Daniel Dantas, que aconteceu, por sinal, na mesma época que o caso Lindeberg ocorria e que quase todos ignoraram. Todos não.

Agora o estado democrático leva um novo e duro golpe.

O delegado que investigou o caso e prendeu Daniel Dantas será preso. Serão diversas acusações e crimes que teoricamente cometeu tentando investigar um homem que não pode ser investigado, que tem nas mãos e no bolso os quatro poderes (ele controla Executivo, Legislativo, Judiciário e a Imprensa, pois é acionista e grande anunciante). Uma pessoa que investigava agora é investigada e agora é o grande culpado em um país onde cada vez mais compensa ser bandido e compensa cada vez menos ser um cidadão de bem.

Que diga agora ser inimigo do crime... Policiais militares são enviados praticamente desarmados em zonas de poder paralelo e armado, policiais civis são ignorados (ou colocados em confronto com policiais uns contra os outros) e agora os policiais federais, até então os únicos que poderiam investigar, não só apenas não podem mais investigar como os que insistirem terão agora o mártir Protógenes como símbolo do que os quatro poderes farão com quem tentar moralizar algo sem ser pela moral deles (que com certeza não é moral).

Apenas fica a certeza cada vez maior que a melhor coisa que fiz foi parar de assistir telejornais e apenas ler jornais online como o do Correio Braziliense.

E salve-se quem puder. Os tempos de faroeste estão voltando.

Fonte:
O Globo
  • Protógenes é acusado de cometer cinco crimes na operação que prendeu Dantas;


  • Correio Braziliense:
  • Polícia Federal pode indiciar Protógenes Queiroz por cinco crimes;
  • Justiça adia decisão sobre saída de juiz De Sanctis do caso Dantas



  • Postagens Associadas:
  • [Opinião] Em terra de ladrão quem tem juiz no bolso é rei.
  • [Opinião] A culpa é das algemas.
  • 4 comentários:

    1. Por isso que vale a pena ler o Pensamentos

      Onde mais que eu vou ler um texto desses?

      ResponderExcluir
    2. Eu estou meio por fora desse assunto, só tenho idéia pelas manchetes que ouço por aí.
      É vergonhoso isso, porém em nada me espanta, infelizmente.

      Diretamente com este assunto, nada podemos fazer, mas podemos sim divulgar, propor reflexão para as pessoas, sermos diferentes, fazermos o certo, mesmo com muita gente dizendo que isso é coisa de tonto.

      Se cada um não piorar, já é um grande avanço.

      Parabéns

      ResponderExcluir
    3. Pegaram o Código de Processo Penal e o CP em si e puxaram de cá de lá, e inventaram duas leis exatamente como dito aqui.
      Uma pra soltar e pedir desculpas pelo incômodo pro Daniel Dantas a outra pra inventarem cinco tipos penais pra colocar o delegado que prendeu o maior ladrão desse país em muito tempo.

      Daniel Dantas não só tem o rabo do judiciário e do legislativo presos e muito bem presos, que eu gostaria e bastante de saber no que diz a respeito sobre essa fusão da Oi com a Tchau, vai financiar campanha de quem em 2010?

      Sobre o Collor foi tudo dito e muito bem. O lado cocainômano e kitsch dele despertava ceninhas como os passeios de jet skis e o cacete. Discursos cheios de gomalina e olhos arregalados. Mas como a ultra repelente figura de Lili Marinho encheu a boca pra falar, como se fosse a coisa mais comum de todas: " Roberto dizia, eu elegi esse homem e agora que ele não tá mais na linha vou derrubar ". Ainda por cima, não fosse por ele ( muito bem lembrado ) a tecnologia de fibra optica, avanços na area da discussão do meio ambiente ( vide Eco 92 ) foram méritos do governo patético do Caçador de Marajás. Que foi mais patético que ladrão, não colocou o país a venda no maior roubo da história do país, as privatizações. Tampouco saiu a comprar como um ALOPRADO ( lembra dos Aloprados? ) um caralhaço de deputados e com tanto despreparo e arrogância ao ponto de se deixar cair na mão de um Roberto Jefferson da vida.

      Insisto com uma coisa, essa fusão das Teles, Oi e Brasil Telecom, isso aí vai financiar muita campanha, mas muita mesmo. Era a cereja na torta do Dantas, que não pode ficar preso por que se abre a boca joga no ventilador uma quantidade sem precedente de merda. Aliás outra coisa asquerosa, o pedido dele ( Dantas ) de não ter seu processo nas mãos do MP. Suplicou que fosse direto pro STF que lá " ele resolvia ".

      Aliás essa torta tem duas cerejas, Protógenes preso? O Zorro pega o Sargento García e é fuzilado em praça pública por isso. O pior é ver como o direito nesse caso é instrumentalizado por que tem poder, ( tráfico de ) influência, ao ponto de criar 5 aberrações pra como que dar uma lição no sem vergonha que teve a cara dura de prender..... um ladrão! Alguém tem alguma dúvida que Daniel Dantas se trata de um ladrão?

      Pra fechar, de fato o servilismo e o grau de corrupção e submissão que funciona na base do "esfrega um real na minha cara que eu minto o que tu quiser " dessa imprensa, reforça cada vez mais espaços como esse. Bem articulados, bem informados, ordenados e leitores do CB como eu hehehehehe.

      ResponderExcluir
    4. Oi Dragus

      Eu disse pra Lara quando respondeu alguma coisa de simplesmente não saber onde se responder um post. Desconhecimento total da etiqueta blogorante. O que me parece é que a partir do momento em que se tem alguém como o Bilardo junto, no cargo de para-raio, não no ” Diretor Geral De Seleções “, muitos dos aspectos do Diego que virão a tona pela personalidade que tem podem ser prejudiciais a ele.

      Me parece um erro de pronto querer Ruggeri e Mancuso de assistentes, ao passo que nas convocações do ano que vem a promessa de jogadores do futebol local ( não em posições chave, mas em posições que existem iguais lá fora ( pra mim Angeleri até melhor ) como Angeleri do Estudiantes e Zabaleta do Espanyol de Barcelona, que se chame o Angeleri. Ao contrário do que se pensa vai ser um time conservador jogando, o que me parece pode dar errado é um destempero Maradoniano.

      Quero esperar pra ver, desde a época do Bielsa não eram convocados mais que um sujeito com a profissão de centro avante na carteira de trabalho. Me parece interessante, Maradona não quer se restringir ao jogo de anõezinhos ( Aguero, Tevez, Messi que são ótimos mas juntos criam problemas ).
      Que se espere na Argentina tão esperando o primeiro deslize pra caírem matando em cima. Quero esperar, se der certo vai ser genial por todo santo aspecto que diz respeito um cara quase morto faz um par de anos, agora vivo, pra virar avô, ídolo local do jeito apaixonado e sem concessões por parte do povo da maneira que é… já pensou se ele faz campanha pela seleção?

      ResponderExcluir

    Cuidado com sua postura ao comentar:
    A responsabilidade pelas opiniões expostas nessa área é de de seus respectivos comentaristas, não necessariamente expressando a opinião da equipe do Pensamentos Equivocados.