Dia "D": Como foi realizada a mega ação em Paquetá.

Neste último sábado (03/01/09) estava programada uma ação massiva contra a dengue aqui onde moro, na Ilha Paquetá no Rio de Janeiro. Informações preliminares diziam que viriam em trono de 250 Agentes de Endemia e 200 Bombeiros, com o objetivo de visitarem todas as casas da ilha a procura de focos do mosquito aedes aegypti, que transmite além da dengue também a febre amarela. Além disso também havia a possibilidade da vinda do prefeito eleito Eduardo Paes. Por conta disso tudo tive que trabalhar em pleno sábado.

Uma pequena parte do pessoal que veio.

Tudo que estava programado realmente foi feito, só que fizeram ainda mais, além dos agentes de endemia e os bombeiros, ainda estiveram presentes, também, a Defesa Civil e Agentes Ambientais. O evento foi realmente grande e muito bem elaborado, pois foram montados postos educativos para mostrar a população como era a larva do mosquito, um laboratório foi montado na sede do PACS (Programa de Agentes Comunitários de Saúde) da ilha, com o objetivo de identificar as larvas que eram encontradas na ilha, para com isso poder dar um número exato do indicie de infestação do mosquito na ilha.

Um dos vários estandes educacionais

Laboratório montado na sede do PACS

Os Agentes Comunitários de Saúde da ilha (do qual também faço parte), também estavam presentes no evento orientando a população e ajudando em diversas outras atividades. A Defesa Civil estava ajudando a organizar os grupos e direcionando cada um para um área específica, com o intuito de agilizar o trabalho. É claro, nem todas as casas da ilha foram visitadas, pois eles já tinham um roteiro prévio elaborado pelos agentes de endemia locais e também pelos agentes comunitários, mas pelo menos 90% dos domicílios da ilha foram visitados.


Houve ainda apresentação da Banda do Corpo de Bombeiros, apresentação de um grupo de teatro da Secretaria de Saúde, que segundo o líder do grupo, faz parte de uma nova estratégia da secretaria em questão, para unir cultura e saúde. Houve também atividades diversas para as crianças e a aceitação foi muito boa.


Uma das várias atividades para as crianças

Mas vocês devem estar se perguntando: " e o prefeito, veio mesmo?" Sim, veio. E não veio só. Na segunda barca que trouxe o restante do pessoal que trabalhou na ação, estavam também, a Secretária de Cultura Jandira Feghali, o Secretário de Municipal Saúde e Defesa Civil Hans Dohmann. O prefeito veio de helicóptero (ou você acha que ele se daria ao trabalho de vir de barca?) acompanhado pelo Ministro da Saúde José Gomes Temporão. Isso mesmo, até mesmo o Ministro da Saúde esteve presente.

Olha o dedo no nariz, prefeito! Dê o exemplo!

Antes de continuar o relato do que ocorreu no dia, um fato curioso, lá estava eu, quieto no meu canto fotografando (ou ao menos tentando) a chegada do prefeito, quando o mesmo passa do meu lado e ainda aperta a minha mão, quanta emoção. Pena que tenha nenhuma foto para registrar o momento, vocês tinham que ver a alegria do prefeito ao ver que havia apertado justamente a minha mão. Também foi uma honra para mim, prefeito.

O Prefeito contente por ter a honra de aparecer no Pensamentos!

Secretário e o Ministro da Saúde.

Todos fizeram um discurso muito bonitinho, o prefeito falou que a partir de agora daria mais atenção a ilha e que viria mais vezes. O Secretário de Saúde prometeu mudar o foco da atenção básica não apenas na ilha, mas também em todo o município, o ministro também reforçou o discurso. O ponto engraçado foi quando no meio do discurso do sercretário o som falhou e o mesmo teve de usar um mega fone. Jandira também prometeu dar mais atenção à ilha, agora só o tempo dirá se essa atenção será realmente dada ou não.

Temporão, Paes e Jandira.

Jandira feliz da vida quando soube que sairia no Pensamentos Equivocados!

Na parte da tarde houve uma reunião com Sub-Secretário de Saúde Daniel e seu assistente Gert (desculpe, mas não sei seus sobrenomes). Na reunião (que também participei), foi discutido o futuro da atenção básica de saúde na ilha, seus pontos fortes, seus problemas e tudo o que será feito para melhorar o atual quadro. Segundo o sub-secretário, ele faria isso em cada bairro do município convocando cada mebro que trabalha nba ponta da atenção básica, para saber deles o que é necessário fazer para melhorar o quadro atual.

Uma coisa animadora foi saber que o sub-secretário já fez parte do PSf (Programa de Saúde da Família) e que ele garantiu que antes de março Paquetá terá um PSF, no lugar do atual PACS. Ainda segundo o próprio ele pretende transformar todos os PACS do município em PSF, o que de longe será muito bom para a cidade. Quanto aos outros bairros não sei, mas quanto a Paquetá tudo indica que essa mudança realmente há de ocorrer, e talvez, até antes do prazo que ele deu. Ainda dentro dessa questão, como o assunto era muito complexo e muitos temas foam abordados, outra reunião foi marcada para o dia 15/01 (quinta-feira) na própria prefeitura, e lá estarei eu novamente.

Resumindo tudo, a ação realizada em Paquetá foi muito positiva para a Ilha, e pelo que pude ver das pessoas que pude conversar, ao menos na área da saúde as coisas irão mudar aqui no Rio. Só espero que essa minha primeira impressão, realmente se concretize.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Cuidado com sua postura ao comentar:
A responsabilidade pelas opiniões expostas nessa área é de de seus respectivos comentaristas, não necessariamente expressando a opinião da equipe do Pensamentos Equivocados.