[Opinião] Choque de Ordem?

Choque de Ordem em Copacabana, ainda em 2008 | fonte.


Existe uma máxima na sociedade que diz "nunca confie em quem tem mais de 32 dentes". Ela leva em consideração sei lá qual lógica (insiro aqui se souber, claro) mas sempre me remete a políticos e seus sorrisos largos repletos de boas intenções, mas não necessariamente coerentes ou condizentes sequer com a proposta.

Tomemos como exemplo o prefeito eleito do Rio de Janeiro, cidade onde moro. Ele se elegeu sobre dando a Gabeira a alcunha de "candidato das elites". Mas na verdade, considerando tanto seu séquito quanto suas atitudes vemos que elites é questão de ponto de vista.

Os choques de ordem tão alarmados pela Imprensa local apenas atingiram até o momento os miseráveis. Não que seja ruim, afinal de contas, quem está errado deve pagar pelo erro. Considero apenas de um interesse torpe e sem nenhum fundamento lógico que as ações estejam principalmente concentradas na dita "área rica" daqui, que resume-se a ao espaço geográfico que começa em Botafogo e termina na Barra. Onde justamente residem aqueles para os quais Paes sugeriu em sua campanha que governariam no lugar de Gabeira.

Não é uma opinião apenas minha. Escutei essa comparação toda no ônibus, dito por um vendedor de refrigerante na praia. Ele comentou de estar arrependido de ter votado no Paes e comentou que pensava em fazer o que outros atingidos pelo choque de ordem fizeram: roubar. Quando o Paes apenas apreende mercadoria mas não prende ninguém ele cria uma corrente difícil de quebrar e que leva ao crime, veja:

Choque de Ordem apreende a mercadoria, por sua vez o fornecedor do camelô não quer saber de desculpa, ele vai cobrar. O camelô precisa vender pra se sustentar, pra pagar a dívida e no entanto não tem nem o que vender e nem pode. Sendo capacitado apenas para as ruas e desesperado qual caminho tomar?

Admita: a opção "roubar" foi uma das que passou em sua mente. Claro, pode-se dizer "ladrão que rouba dinheiro é vagabundo", mas ladrão que rouba comida é despejado. Nenhum cobrador aceita pagamento em comida (que o diga balinha). Exceto quando é o do supermercado pra levar tudo embora.

Em paralelo outras situações ocorrem. Por exemplo, os mendigos fogem de Copacabana e fazem das regiões anexas seus novos lares. Como por lei vadiagem não é crime (qualquer um pode dormir na rua e delas fazer sua casa, que além de permitido é "feio punir mendigo" segundo os padrões sociais do "minimismo dos males sociais"). Esses mesmos mendigos não permanecem nos abrigos (pois lá tem que aprender e trabalhar) e sequer são obrigados a ficar. Fazem filhos, que amanhã estarão largados nas ruas sendo seres humanos ainda piores e sorvedores de drogas para fugirem de suas realidades.

Claro que a idéia é boa, mas idéia por idéia melhor apenas coibir o crime entre os mendicantes do que simplesmente tapar o sol com a peneira em operações que apenas gastam o dinheiro público e apenas enfeitam a cidade pros representantes do COI e da Fifa fiscalizarem...

Que a lei mude, e que pessoas que vivem nas ruas sejam obrigadas a permanecer nos abrigos ao invés de vagarem pelas ruas consumindo drogas ilícitas. Que o prefeito ao invés de apenas fazer cena reclamando de problemas que se lembre de lugares como Paquetá, que por sinal receberia dia 30 sua visita, mas como Paquetá é um lugar insignificante... Sabe como é...

A única coisa que não muda é a certeza que enquanto as zonas pobres pagam os impostos, direta e indiretamente, e mantém o sistema a zona rica continua sonegando - salvo raras exceções. - e recebendo todos os luxos.

Por sinal, um bom mendigo tira pelo menos 30 reais por dia. Façam as contas... Dá pra tirar R$ 600,00 por mês. Todos convertidos em cachaça, drogas e alguma música. (Eu sei o valor porque já mendiguei em 2001, na época da faculdade, e em 2 horas faturei 46 reais).

Faça o teste: se quando um mendigo/pivete/etc vier lhe pedir dinheiro ofereça comida. Pior, peça pra antes em troca fazer algum serviço. Poucos aceitam, alguns até xingam quando se faz isso.

Agora pode dizer X e sorrir:



Enquanto isso vamos levando... no rabo.

Pra pensar:

G1:
- Falso mendigo tem até casa com DVD em MG, diz promotor;
-

4 comentários:

  1. Infelizmente neste país tem a cultura de tratar a febre, e não a infecção. Preferimos tratar somente o efeito, deixando a causa eternamente lá, talvez para que sempre necessitemos de salvadores.

    E infelizmente este país incentiva a vadiagem, não somente a que gera os mendigos, mas os que também ganham belos salários com os bolsa-qualquer-coisa, que somente recebem caso não trabalhem, e gera pessoa vagabundas muito bem financiadas.

    []'s

    ResponderExcluir
  2. Postagem devidamente twittada Senhor Dragus.

    ResponderExcluir
  3. Desde o fim das eleições eu falei:
    "O único estado que saiu perdendo foi o RJ, não eleger o Gabeira foi um erro."
    Como disse, não adianta ficar tentando limpar a imagem, tapar o sol com a peneira, tem que resolver o problema.
    Mas isso custa mais e dá mais trabalho.
    Então não vale o "esforço".
    Abraço!

    ResponderExcluir
  4. O grande problema de Eduardo Paes é que ele é um mentiroso. exatamente como Sergio Cabral, ele joga pelo espetáculo e com a mídia para criar a ilusão de que trabalha.

    Enquanto, os imbecis batem palmas para o "choque de nada", ele faz alianças com todo o staff de Cesar Maia (que já está na prefeitura novamente) e com os Garotinhos e sua máfia.

    Inclusive nomeou o administrador regional do centro por indicação da "filha" de Garotinho.

    A maior piada desse choque de ordem são as favelas. os ecolimites foram "pro espaço". Paes então, decreta que construírá muros e fundará novos ecolimites como parte do tal choque de ordem.

    Ora, se o choque é de ordem e os ecolimites QUE JÁ EXISTIAM foram invadidos; que se derrubem os barros que assim procederam.

    Mas não; opta-se por criar um "novo" limite que será igual e solenemente desconsiderado pelos favelados e empurra-se com a barriga problema da ampliação das favelas.

    Ganha votos no morro, porque não incomoda ninguém; ganha votos no asfalto porque para os alienados de plantão ele parece estar "trabalhando a toda".

    Um abraço.

    ResponderExcluir

Cuidado com sua postura ao comentar:
A responsabilidade pelas opiniões expostas nessa área é de de seus respectivos comentaristas, não necessariamente expressando a opinião da equipe do Pensamentos Equivocados.