[Opinião] Meliante ensina filhos a matar.

Santa Catarina pertence a uma das áreas mais nobres do país. É uma área que foi teoricamente colonizada de maneira distinta do resto, onde teoricamente alguns professores de história passam a informação que a colonização local não foi de extrativismo, o que levou europeus menos desesperados a região (ao menos não do tipo que colonizou o litoral do sudeste e nordeste). Teoricamente - e reforçando o uso do termo. - determinadas monstruosidades naquela região não deveriam surgir, apenas teoricamente.

No entanto a prática é diferente. Em um país cuja impunidade de criminosos e a benevolência com quem mata (e falo do assassino de pistola e o genocida de caneta, chamado geralmente de "político") geram disparates e absurdos que fazem simplesmente as coisas parecerem mais ridículas e o mundo um lugar senão mais triste com certeza mais desesperançoso. E um desses absurdos foi a descoberta de uma gravação onde o pai ensina crianças a assaltar e torturar vítimas.

Exatamente isso.

O monstro fabrica monstrinhos ensinando pequenos a darem coronhadas em uma boneca indefesa e a ameaçar de morte. Que isso não é nenhuma novidade qualquer um sabe. Que determinados criminosos passam suas habilidades de pai para filho isso acontece desde que o mundo é mundo, até porque cada pai ensina o que sabe melhor, mas finalmente surgiu um vídeo com as gravações e veio a público. Uma coisa é todo mundo saber e não ter prova, outra diferente é o vídeo com a aula.

E mesmo com vídeo, mesmo com toda a monstruosidade do torturador profissional, por razões que somente interessam a bandidos a lei ainda assim será conivente com ele e em alguns anos estará livre, leve e solto - ou até menos, se algum juiz da mesa estirpe do STF decidir que é mais uma vítima da sociedade e soltá-lo por "peninha". - preparado para continuar dando aula e cuspindo no prato com que comeríamos, mas ele decidiu roubar enquanto violentava nossas famílias e destruía o que há de bom ainda no mundo.

Por essas e outras que sou a favor da prisão perpétua com trabalhos forçados... E em alguns casos até na pena de morte mesmo.

Segue o vídeo:


E o que fazer com as crianças? Já foram quase estragadas... Como recuperar e impedir que se tornem novos professores? O que fazer?

E agora, José?

Fonte:
O Globo
- Sequestrador ensina filho e sobrinha de menos 4 anos a assaltar e matar em Santa Catarina

2 comentários:

  1. Não fico espantado, aqui onde moro é comum brincadeiras que antigamente conheciamos como "policia e ladrão", mas que evoluiram para "brincar de boca".

    Crianças de 6 a 10 anos brincando de tráfico. O mais triste é que essas brincadeiras ocorrem na rua, as vistas das mães dessas crianças.

    ResponderExcluir
  2. Eu sou do tempo em que, pais e mães, eram o que tínhamos como referência de exemplo à ser seguido.
    Eram nossos heróis... (herói ainda tem acento? maldita "nova ortografia").
    Quem de nós, não respondia, prontamente, diante da pergunta: "o que quer ser quando crescer?"
    Era quase unânime... "quero ser igual meu pai... "igual minha mãe".
    Valores.. palavra-chave, valores.

    Às vezes, eu peco pelo meu saudosismo.
    Mas, tem como não ser saudosista?
    Ver as crianças se tornando: meninas: mini-dançarinas-de axé... meninos: aprendizes-do-crime... onde isso vai parar?
    Isso sem mencionar que não existe mais classe social, para justificar... é classe-baixa, média, média-alta.
    Tá virando uma zona.

    O pior é que, esses mesmos pais que acham tudo "uma gracinha", serão devorados por esses "monstrinhos de fabricação caseira".
    Monstrinhos que, eles mesmos, criaram.

    Beijos, Dragus
    Um excelente final de semana.
    *

    ResponderExcluir

Cuidado com sua postura ao comentar:
A responsabilidade pelas opiniões expostas nessa área é de de seus respectivos comentaristas, não necessariamente expressando a opinião da equipe do Pensamentos Equivocados.