[Opinião] Petrobrás, Imprensa e Verdade.

Enquanto milhares de blogueiros continuam copiando e colando blogs alheios ou participando de joguinhos de orkut para obter calotes (deveriam ser comentários... mas...) uma pequena revolução ocorre na mídia proporcionada pela internet.

Anos atrás participei de um evento com algumas lendas da blogosfera onde se discutia o papel dos blogs e da internet em si em detrimento da tradicional imprensa, essa formada por jornalistas de carteirinha e de panelinha. Foi discutido a respeito do modo como um blogueiro se comunica e até mesmo prevista nas entrelinhas a crise pela qual o meio - blog - passaria quando se tornasse popular.

Surgiram diversos tipos de serviços. Evoluíram os métodos de uma pessoa ganhar alguns miúdos com suas palavras. Afiliados surgiram e murcharam na mesma velocidade em que surgem e somem os golpistas de ads. As empresas passaram a entrar nesse ramo criando blogs corporativos ou simplesmente contratando blogs e blogueiros para falar delas mesmas (as sonhadas - por muitos. - blogagens pagas). Até aí o único objetivo da blogosfera era o de entreter e o de ganhar dinheiro (que alguns tolos confundem com dinheiro fácil).

Passado esse primeiro momento, agora a Petrobrás decide investir de modo agressivo num outro segmento, o do direito de resposta online. É sabido e corriqueiro que repórteres enviam perguntas a entrevistados ou a empresas, mas somente publicam o que querem e o que vende mais. Podem enviar cinquenta mil perguntas, usarem apenas as mais comprometedoras e até mesmo distorcerem a verdade destacando respostas desconexas com contexto. Chamo-se isso de manipulação com a verdade.

Findo o direito de resposta junto com a lei de imprensa ocorreu nos últimos meses o que se esperava. A mídia ataca a qualquer um e dane-se se está ofendido. Como se diz "a merda foi feita". Não existe judicialmente nenhum remédio jurídico a humilhação publica e a publicação de inverdades. Afinal de contas quem é João e José? Quem se importa com eles? E em virtude de uma manipulação política a Petrobrás de uns meses para vem sofrendo ataques da imprensa e até então sofria os ataques como qualquer empresa sofre: calada.

Sofria. Recentemente a empresa decidiu lançar um blog bem do jeito que faltava. O blog se limita a responder publicamente as perguntas e questionamentos que na maioria das vezes a imprensa publica como acusação e escárnio. Ainda que os interesses da sociedade de economia mista (a Petrobrás) sejam obtusos não muito nobres, ela conseguiu fazer uma coisa que nenhuma empresa/personalidade conseguiu fazer: machucou os brios dos intocáveis.

Tanto machucou que a ANJ, influenciada pela opinião de quem se sente prejudicada pela divulgação, divulgou nota acusando a Petrobrás de estar tentando intimidar a imprensa. Desde criança aprendi que só sente medo quem não teme. Olhei o pretenso blog da Petrobrás e apenas vi respostas a matérias publicadas a respeito da empresa e dados sobre a mesma. Nada que justifique o medo ou o modo como a ANJ se referiu ao blog.

Fazia tempo que algo não acontecia de interessante e essa iniciativa da Petrobrás é bem vinda a meu ver.

Bem vinda porque ela serve para evitar que um jornalista publique somente o que quer e não o que foi perguntado. Que obriga a imprensa a não realizar mais entrevistas editadas, como a que li hoje com o Tony Ramos (da qual se destacam apenas frases) que algumas vezes podem até destruir reputações. Agora foi aberta uma nova vertente onde as empresas e pessoas deixam de assumir uma posição sempre passiva em relação a imprensa e podem contra-atacar com sua própria versão dos fatos.

Porque uma coisa é certa, a imprensa nunca foi e nunca será a dona da verdade. Ela não nasceu para isso. E essa briga será boa para ambos os lados, mas melhor para aqueles que prezam por uma mídia menos maquiavélica e mais informativa - como era antes do glamour se sobressair a profissão.

Apenas temo o mau uso que será feita dessa liberdade, mas um dia essa caixa de pandora tinha que abrir...

Vejam a briga de foice:
- Blog do Noblat: ANJ acusa a Petrobras de tentar intimidar a imprensa

- Blog da Petrobrás: Petrobras divulga nota oficial sobre o Blog Fatos e Dados

3 comentários:

  1. Vou te falar, foi para intimidar a imprensa? Então ÓTIMO. O tipo de jornalismo quem vem sendo praticado precisa urgentemente ser confrontado.

    E nesse caso só tem duas possibilidades: pararem de entrevistar a Petrobras (o que não acontecerá, tendo em vista as proporções da estatal) ou finalmente começarem a praticar o bom jornalismo.

    Não tenho mais o que acrescentar. Apenas indico a você esse texto do Idelber:

    http://www.idelberavelar.com/archives/2009/06/o_blog_da_petrobras_e_o_desespero_da_midia.php

    Conselhão: clique em todos os links e leia todos os comentários!

    ResponderExcluir
  2. O ruim da imprensa é que não tem mais jornalistas nela

    ResponderExcluir
  3. Rafael: CLAP! CLAP! CLAP!

    Quanto ao artigo: perfeito. Muitos jornais se escudam na liberdade de imprensa para emitir opiniões e produzir matérias que claramente refletem posicionamentos partidários. A tão propalada "imparcialidade jornalística" é uma falácia em nosso país. Prova disso foi um editorial da Folha de São Paulo citando possíveis desmandos na contratação sem concurso pela Petrobrás. Ao serem contestados pela empresa, através de documentos e de relatórios de auditoria independentes, não publicaram os dados fornecidos pela empresa e nem refizeram o editorial. A Petrobrás "sacramentou" os dados pelo blog e mostrou, inclusive, a carta protocolada enviada para a Folha com os dados certos e o pedido de retratação ignorado; desmascarando por completo a "imparcialidade" do veículo.
    Daí a celeuma toda. Os maus jornalistas se viram presos contra a parede e impossibilitados de "criarem" notícias.

    ResponderExcluir

Cuidado com sua postura ao comentar:
A responsabilidade pelas opiniões expostas nessa área é de de seus respectivos comentaristas, não necessariamente expressando a opinião da equipe do Pensamentos Equivocados.