[Opinião] Debate sobre Diploma de Jornalismo.

Hoje, por volta das 10:00 da Manha, Fábio Buchecha, do Pois Bem, postou uma retransmissão de uma mensagem do @acertodecontas. Eu respondi e o que se seguiu foram quase duas horas de trocas de mensagens entre eu e ele, que pela qualidade e abrangência decidi dividi-la aqui no Pensamentos Enquivocados, um debate saudável e que infelizmente é uma raridade no Twitter, que a cada que passa se torna mais e mais um Orkut com 140 caracteres.

Participantes:
@Draguz - este que vos fala.
@Buchecha - do Pois Bem.

Reprodução sem edição, apenas copiei e colei...

@buchecha
RT: @acertodecontas: Diploma de jornalista pode voltar via PEC http://tinyurl.com/n6xkm7

@draguz @buchecha o diploma não foi embora, foi embora apenas a obrigatoriedade.

@buchecha @draguz Você me entendeu seu sujeito :) (ou melhor, entendeu o @acertodecontas)

@draguz @buchecha o Jornalismo é abrangente demais para ser resumido por uma folha de papel.

@buchecha @draguz É por ser tão abrangente que demanda tanta responsabilidade meu caro.

@draguz @buchecha responsabilidade não se obtém com diploma. Vem do berço.

@buchecha @draguz Não é apenas isso, não é apenas caráter. Não tem como escapar da necessidade da técnica. Na TV por exemplo, não tem berço certo...

@buchecha @draguz ... ou o cara tem a técnica ou não vai conseguir se virar em TV. E isso não se aprende "com o tempo"

@draguz @buchecha Sarney tem Diploma de Direito, isso fez dele alguém responsável?

@buchecha @draguz E a responsabilidade no jornalsimo mede-se como? Para mim é ter caráter (berço, como preferir), saber dominar a técnica e ser ético.

@draguz @buchecha mas dizer que responsabilidade vem com diploma é um erro.

@draguz @buchecha e domínio da técnica não se obtém com diploma. Diploma qualquer um pode ter, e nem precisa fazer faculdade. Talento não.

@draguz @buchecha por sinal, não discordo do diploma, discordo da forma. Diploma de jornalismo não qualifica a falar de medicina, por exemplo.

@buchecha @draguz Esse debate não vai ter fim. Muita coisa cara, SÓ SE OBTEM na faculdade. E achar que só talento faz um jornalista é uma ingenuidade.

@draguz @buchecha e não adianta ser ético, ser diplomado e ter técnica se não sabe do que fala. Isso é vício.

@draguz @buchecha E onde discordei disso?

@buchecha @draguz As pessoas vivem na ilusão de que jornalista tem que saber tudo quando ele não tem. Ele vai apurar o que está em pauta e escrever...

@buchecha @draguz ... E para fazer isso BEM ele tem que ser ético, tem que dominar a técnica. Talento conta, é claro, mas não é só isso.

@buchecha @draguz O problema é que vocês tão pensando todos os jornalistas como colunistas, mas ignoram aqueles que cobrem buraco na rua e incêndios..

@buchecha @draguz Quero ver qual é o "talentoso" que vai conseguir cobrir uma zona de guerra, chovendo bala por tudo que é lado...

@buchecha @draguz ... ou uma batida de caminhão tanque com risco de explosão a qualquer momento. Aí não existe "talento". Existe técnica

@draguz @buchecha vc sabia que na segunda guerra os jornalistas brasileiros não tinham diploma?

@draguz @buchecha em países com censura forte quem tem diploma não pode exercer a liberdade de informação porque pode ser presa.

@buchecha @draguz Sabia. Eu sabia também que deviam existir o que, 5 talvez 6 escolas de jornalismo no país.

@draguz @buchecha (...)pode ser presa porque bem ou mal é catalogada pelo governo. Como ocorria aqui e pode tornar a ocorrer, nunca se sabe...

@draguz @buchecha por isso diploma não pode ser obrigatório para exercer a profissão. Mas deve ser para se crescer nela.

@draguz @buchecha afinal de contas, diploma é importante sim. Dá um embasamento e deixa claro que a pessoa realmente quis e se esforçou no objetivo.

@buchecha @draguz Eles não tinham diploma porque sequer havia faculdade de jornalismo aqui. O primeiro curso foi aberto em 1943. Particular.

@draguz @buchecha mas você disse que tem que ter diploma pra ir em zona de guerra. Sei lá porque... Diploma é a prova de balas? =p

@buchecha @draguz Não cara. E foi um exemplo. Mas digo a você, por experiência própria, que numa situação de pressão, só manda bem quem tem a técnica

@draguz @buchecha velho, não é porque vc tem talento e tem diploma q o mundo tem que se curvar a sua realidade. O q dá certo com vc não é regra.

@draguz @buchecha vc é uma exceção num mundo de péssimos profissionais formados. Vide a Veja.

@draguz @buchecha existem muitos ótimos jornalistas que exerciam a profissão ilegalmente porque são de outros cursos superiores.

@draguz @buchecha e que agora podem trabalhar sem medo de um dia serem tolhidos do que fazem porque um medíocre colocou a boca no trombone.

@draguz @draguz enquanto isso, pro mercado, jornalistas formados que nem você terão seu espaço. Não pelo diploma apenas, mas pela capacidade.

@buchecha @draguz Mas não-jornalistas trabalhando na área sempre existiram, e sem segredo. Ou você acha que Boris Casoy tem diploma? :)

@draguz @buchecha mas se a lei fosse aplicada não poderiam exercer.

@draguz e se um governo autoritário assume, tem a brecha pré-existente. Não se sabe o dia de amanhã. Hoje somos democráticos, amanhã? Talvez.

@buchecha @draguz Sim, é verdade. E Diogo Mainardi não estaria escrevendo as barbaridades que escreve toda semana.

@draguz @buchecha Veja se tornou exemplo de jornalismo ruim hoje em dia. #Fato

@draguz @buchecha mas o fim da obrigatoriedade tirou muita gente da ilegalidade. Gente boa... e infelizmente alguns ruins. =p

@draguz @buchecha se precisa de diploma? Claro, mas não precisa ser obrigatório. Se o cara é bom, deixa escrever e aprender. (continua)

@draguz @buchecha (...) Diploma tira-se durante sua vida profissional. A empresa pode até arcar com esse investimento. Empresa séria, claro.

@draguz @buchecha Por sinal, farei desse diálogo a postagem de hoje.

@buchecha @draguz Sim, sim, concordo. É por isso que eu não fui contra o fim da obrigatoriedade. Surpreso?

@draguz @buchecha não. Claro que não.

@draguz @buchecha isso você já tinha dado a entender antes, via MSN (morram de inveja twitters).

@buchecha @draguz SHUHASUHASUHAUSHUS

Com isso, encerrou-se o debate.

Fica a certeza que eu e o Buchecha temos a capacidade de "silenciar" o Twitter (pelo menos o meu ficou em silêncio) e que em alguma coisa concordamos.

No final, foi um bom debate. Ótima discussão, que há muito tempo não tinha. =)

2 comentários:

  1. A discussão que acompanhei foi uma das mais inteligentes até hoje e bem proveitosa e digo que a verdade é que as empresas de mídias e comunicação é que definem a ética e também decidem o que é competência, não um diploma.

    Já opinei sobre o assunto no post do meu blog;

    Desculpe: Só com diploma!

    Abraço!

    ResponderExcluir
  2. O mais interessante é que o pessoal pró diploma esquece que nos episódios da Escola Base, do Senador (esqueci o nome dele agora) que foi acusado por um jornal de descontar um cheque de propina milionário e que depois foi provado que o cheque havia sido fraudado pelo repórter e pela edição da emissora de TV (os quais foram condenados por isso) e, mais recentemente, do caso Eloá (em que repórteres de jornais, rádio e até apresentadores de TV intervieram na negociação do sequestro); todos os envolvidos tinham diploma de jornalismo.

    Ética, profissionalismo, técnica apurada e talento não andam de braço dados com diploma nenhum. Quantos profissionais medíocres diplomados nós mesmos conhecemos?

    Isso é mera balela.

    ResponderExcluir

Cuidado com sua postura ao comentar:
A responsabilidade pelas opiniões expostas nessa área é de de seus respectivos comentaristas, não necessariamente expressando a opinião da equipe do Pensamentos Equivocados.