[Opinião] Gripe Suína e o Perigo.


A quem pensa que fui trágico na postagem que abordei o tema...

Saiu uma notícia agora há pouco informando que o H1N1 'ja está criando resistência contra o único remédio que o trata, no caso, o antiviral Tamiflu.

Por enquanto esse avanço somento ocorreu em Hong Kong, Dinamarca e no Japão. O que não quer dizer nada, pois considerando que ocorreu em países distantes nada impede que amanhã, por exemplo, ocorra no seu vizinho., quando não na sua casa ou com seu filho.

Para completar a coisa, o apresentador André Marques, da Rede Globo, também está com a doença. O que não é surpreendente, considerando que ele e a equipe de Estrelas se vestiram de ovelhas e foram para a toca do lobo (leia-se: foram para um país com alto grau de incidência da doença, a Argentina). Agora tecnicamente estão todos de quarentena, o que também foi informado nos jornais aqui do Rio de Janeiro.

Enquanto isso as autoridades cariocas fazem o que? Nada. Ao menos nada de sério. Não existe uma cartilha oficial de combate a doença e em minha Cyber Café, que fica no Centro da cidade, não apareceu um representante sequer da prefeitura para informar de procedimentos ou deixar panfletos ensinando a minimizar os riscos de contágio. Informar não custa nada, pelo menos enquanto se pode informar, ou ao menos custa menos que tratar doentes.

A sorte dos doentes, no momento, é que os sintomas em geral estão leves. Poucos casos efetivamente geraram maiores cuidados. Mas com essa mutação começando e a possibilidade de ocorrer variações ainda mais graves (tanto para quem teve a doença, como acontece na reincidência de Dengue, quanto para quem não teve), é necessário que ao menos nosso governo tome alguma medida enérgica de combate a transmissão ou de prevenção.

Algumas medidas que o governo brasileiro poderia adotar é exigir de turistas que estão vindo para o Brasil (ou regressando) que realizem os exames de sangue ainda no país de origem. E não aqui. Dessa forma, dependendo do tempo de viagem até, os doentes já podem ser identificados até mesmo antes de sair do avião e postos em quarentena. É perigoso? Claro, mas estou falando de uma doença com potencial destrutivo comparado ao da Gripe Espanhola, que em 1918 vitimou entre 20 e 40 milhões de pessoas. E nessa época não existia a aviação comercial como hoje, ou seja, o potencial de alastramento do vírus é alarmante.

Não sei como está o combate/prevenção a doença em sua cidade, mas se for reflexo do que não está sendo feito aqui, sinto que estaremos condenados.

Em tempo, tecnicamente falando, o Ministério da Saúde deu uma passadela aqui, trasncrevo em destaque o comentário:
Minha resposta:
Ainda que o Ministério da Saúde siga a risca as orientações da OMS, o avanço da doença mostra que de certa forma o combate a transmissão está sendo relapso, ou condescendente demais. Turistas vão e vêm e o fato do Ministério da Saúde, obviamente motivado por pressões comerciais e turísticas, apenas orienta que não viajem a áreas de risco. Por causa disso as pessoas continuam viajando despreocupadas e motivadas. Desse jeito somente lugares como a Coréia do Norte vão escapar da Gripe Suína. Isso se não entrarem em guerra antes. E nem digo em proibir, mas tornar a entrada no país mais controlada. Não adianta nada pegar a pessoa que veio de locais com a suspeita de doença, fazer o exame no aeroporto (que não inclui exame de sangue), mandar pra casa e esperar o resultado do exame. Até chegar em casa já contaminou meio mundo, igual o que acontece com o dombate a dengue. A diferença é que somos o mosquito.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Cuidado com sua postura ao comentar:
A responsabilidade pelas opiniões expostas nessa área é de de seus respectivos comentaristas, não necessariamente expressando a opinião da equipe do Pensamentos Equivocados.