Campanhas de boa vontade e a cruel realidade.


Ontem o Senado mostrou mais uma vez que veio ao poder a passeio e continua dando ao mundo provas honrosas do que é a democracia no Brasil.

Em um país onde a participação popular é exercida no sofá ou em botecos, nada se podia esperar além da absolvição de Sarney e do jogo de empurra de todos os partidos políticos visando protegerem os próprios rabos do resultado.

Afinal de contas, quando Sarney e Lula dizem "todos fazem", não é mentira. Vide que até exemplos de hombridade política já fizeram das suas (como Gabeira - ainda que um exemplo controverso - e seus hábitos de viajar a holanda ou de ter bancado viagens de amigos/parentes com passagens oficiais). A grande verdade é que apesar do fim simbólico da ditadura, ainda vivemos algo pior: uma ditadura democrática.

Ditadura porque...
  • Somos tolhidos dia a dia do direito de ir e vir por questões hipócritas;
  • Nossos filhos e nós mesmos temos que nos submeter ao crivo de terceiros para avaliar nossos tons de pele em vestibulares;
  • O fumante não é mais apenas um doente, é um preso. Aliás, pior que um preso, pois presos podem fumar na cadeia;
  • Em breve até beber será crime. Inclusive água;
  • Se eu subo o morro ou sigo o caminho errado serei metralhado;
  • Se subo o certo, serei acharcado por policiais que são capazes de quebrar o farol do seu carro com o cacetete e te cobrar o conserto e "o do café de R$ 100,00" pra não denunciaram o faro;
  • Se reajo a um assalto sou processado pelo assaltante e pelas ONGs de direitos humanos, se o assaltante me bate estou errado por ter trabalhado suado, obtido meu pagamento e ter comprado algo. Se ele me mata, ganha indulto em 6 anos. Se for a tesouradas ainda menos (né Glória Perez?);
  • Se reclamo da postura de um determinado senador e coloco seu nome aqui, serei censurado. Aliás, serei processado e ainda obrigado a apagar tudo que disse;
  • Se determinado político eleito não me agrada, por mais que proteste ele está amparado pela lei e vai permanecer no poder pelos anos que lhe forem cabidos. Não será retirado por causa de gritos. Já se foi o tempo em que caras pintadas faziam alguma diferença (isso porque diferença mesmo nunca fizeram, apenas nos fizeram acreditar nisso);
  • Se um determinado político quiser combater realmente a corrupção, será perseguido pelo próprio partido, porque: 1- O cargo pertence ao partido; 2- Uma andorinha não faz verão; 3- Fatidicamente será morto ou destituído do cargo, quando não perseguido pela imprensa que apoia alguns tipos de corrupção.
  • Se o STF ou o Poder Executivo quiserem combater o congresso, não conseguirão. Por um desequilíbrio dos Três Poderes hoje o Poder Legislativo tem mais poder que os outros. Eles são as leis. Aos outros dois cabe apenas abaixar a cabeça;
  • Não adianta votar no candidato honesto, no artista famoso e bem intencionado ou mesmo em quem nunca foi eleito. São todos laranjas de partidos políticos liderados pelos mesmos corruptos de sempre, só que escondidos em currais eleitorais controlando o jogo de quem pode e quem não pode se candidatar em 2010;
  • Quando descobre que as Urnas Eletrônicas vem pré-programadas e que o sistema é falho e viciado.

  • E democrático quando,
  • Você escolheu isso;
  • Você exerceu seu direito de permanecer no sofá ou na cadeira do boteco;
  • Você conversa sobre direitos e diz "mas é assim mesmo" e coloca o rabo entre as pernas. Pior! Coloca o rabo dos outros entre as pernas;
  • Você deixou acontecer quando nas manifestações do Diretas Já acreditou realmente que a televisão e os partidos políticos estavam realmente comprometidos com a democracia;
  • Quando você aceita que a televisão dite como tem que se vestir, seus valores morais e compra tudo que a mídia coloca no noticiário como verdade;
  • Quando se omite de querer se informar sobre política só porque é chato;
  • Quando participa de campanhas na internet sem perceber que não existe campanha sem luta pessoal, sem comprometimento além de colocar um banner na sua página e continuar cometendo os mesmos erros e se omitindo do mesmo jeito;
  • Você prefere desligar a televisão ao invés de observar atentamente as mentiras ditas em horários políticos.

  • Obviamente não digo: "vá para as ruas e enfie a porrada". Você provavelmente será um em um milhão de guardas dispostos a te banhar com gás mostarda ou a dar um eletrochoque fatal. Não vai ser com um artigo meu, um do Arthurius, da Iza, do Noblat ou do diabo a quatro que vai mudar o país. Ninguém lê e absorve política, pulam logo pra saber o resultado do jogo de ontem ou torcem mesmo pela desgraça dos clubes cariocas no Campeonato Brasileiro.

    Falo: pense, reflita. Não vote nos partidos comprometidos com a corrupção. E nem vote naqueles comprometidos com o próprio umbigo.

    PMDB, PT, PSDB, DEM, PSOL, PR, PDT, PSC, PV, PRONA, PRN, PTdoB, PC do B, etc são todos controlados por gente farinha do mesmo saco. Seus caciques não querem nada mais que a própria promoção e o enriquecimento a custa da ignorância e da omissão. Poder pelo poder. Nas regras atuais de votação, votar em Zé, Mané ou José não faz nenhuma diferença, quem manda é o partido.

    Escolha o menos corrupto e seja feliz. Os mais corruptos todos conhecem. Quem dera existir algum partido comprometido ainda em fazer e não apenas em roubar ou fazer joguinhos de intriga.

    Teoricamente ainda tem como resolver a situação pacificamente.

    Mas será realmente?

    3 comentários:

    1. O processo de conscientização do voto é o que traz resultados melhores para a democracia, entretanto, é um processo longo e dificultado pelo políticos que ainda tem interesse em tratar eleitores como gado em curral.
      -
      Por outro lado, temos o desequilibrio excessivo entre os poderes, com prerrogativas também em excesso ao políticos que se esbaldam e se lambuzam...
      -
      Até escrevi um pouco sobre este desiquilíbrio: As mordaças da justiça
      -
      Enfim, acredito o sistema atual só será vencido com o povo brasileiro sentir a dor extrema da corrupção, o que não ocorrerá enquanto o povo tenta se aproveitar do próprio sistema e mais uma vez digo, educação é tudo....

      ResponderExcluir
    2. Pior do que os políticos considerarem o povo como gado, é o povo gostar de ser.

      Enquanto isso eu, vc, Arthurius e tantos outros touros são castrados sistematicamente para sermos novamente gado.

      ResponderExcluir
    3. Bom, eu não era um dos que queria Sarney fora, apesar de não ser um dos que queria que ele tivesse entrado também

      Tem muita historinha nesses rolos e que vai arrebentar tudo do lado do PT só pra termos a indústria da eleição renovada, que o Lula fez questão de estragar

      Eleições são um negócio, e o PT é um concorrente querendo tirar mercado de gigantes já estabelecidos. Quem ainda acha que isso é sobre política, ou povo, tá olhando pelos olhos da imprensa, porque não importa quem estiver lá, o sistema em si nunca fez nada por ninguém e nem vai fazer

      ResponderExcluir

    Cuidado com sua postura ao comentar:
    A responsabilidade pelas opiniões expostas nessa área é de de seus respectivos comentaristas, não necessariamente expressando a opinião da equipe do Pensamentos Equivocados.