A Hidra continua atacando...



É fato: estamos em uma ditadura. E já falei disso diversas vezes, na última dei nome a coisa: Ditadura da Hidra.

Não vou brincar afirmando aquela coisa tradicional, de que existe democracia, a verdade é que sofremos um golpe de estado e a cada dia que passa esse golpe de estado mostra mais e mais sua dura face ao mundo.

Quando o Congresso vota uma lei onde impõe duras mordaças a quem emite opinião, impedindo (ou querendo impedir) blogs e veículos independentes de opinarem a respeito de candidatos (e a maior parte se reelegendo), ela está fazendo aquilo que nos tempos da ditadura chamavam de censura.

E quando as normas eleitorais que entrarão em vigor impedirão a transparência do processo eleitoral, a coisa continua na mesma. Ainda que revoguem a norma que impede os blogs e veículos de internet de emitirem opinião, calam por outra vertente, a da falta de transparência. É que nem dizer para alguém ler um livro de folhas em branco. Você pode falar, mas não tem do que falar.

É a censura da fonte.

E tudo isso disfarçado de boas intenções.

Nossos senadores, por medo do poder cada vez maior da opinião pública e cientes da memória de noz do povo brasileiro sabem que seis meses são mais do que suficientes para fazer as massas esquecerem algo. Só que para isso precisam silenciar fontes de opinião. Antes bastava apenas comprar um veículo de comunicação com muita propaganda que alienava-se o povo. Hoje em dia a coisa não funciona assim.

Existem tantos blogs de opinião que sairia muito caro pagar o valor da opinião de cada um deles E tenho certeza de uma coisa, a opinião de pessoas como Hugo Meira, Arthurius, Descharth, Rob Gordon, Iza, Max, Diego Moretto e tantos outros é muito cara. Algumas nem estão a venda (ou disponíveis para locação). Daí é melhor calar.

Já estão processando mesmo. Sabem que apenas o susto funciona com a esmagadora maioria. Afinal de contas, blogs são pessoas. E qualquer pessoa teme o chamado da lei. Não por ter errado, mas porque sabe que de acordo com o humor de quem o invoca a tendência é no mímino de sofrer coação física e moral. Não é todo mundo que tem coragem de entrar de cabeça numa batalha contra quem tem a seu lado armas. E falo de armas de verdade, não de canetas.

Todo mundo quer dizer o que pensa, mas nem todo mundo tem coragem de ir até o fim da própria vida por elas ou arcar com a conseqüência disso. Ainda mais no Brasil, onde desde pequenos somos educados para ser ovelhas e não lobos.

Minha família mesmo temeu pela minha liberdade quando viu a notícia no jornal. Imagine? De uma hora para outra fui visto como possível criminoso. E meu crime seria pensar?

MEU DEUS!

QUE PAÍS É ESSE ONDE SE TORNA CRIME PENSAR?

A pior sensação que passei em minha vida. Não me senti mal por ser incapaz, me senti mal por pensar? Sentir culpa por emitir opinião?

Então sem meias palavras...

QUE SE FODAM!

Se querem me calar, falarei ainda mais e mais! Prefiro ser preso em uma cela suja do que ser prisioneiro de mim mesmo. Ainda que essa lei passe, continuarei falando e opinando.

Enquanto tiver vida e alguma parte do meu corpo que consiga digitar.

Parabéns, esse é o Brasil que a nossa democracia de merda construiu.

Em 2010 não faça merda... de novo.

(se bem que não temos garantis mais de quem votamos, pois se não quiseram aprovar a impressão do comprovante de votação é porque temem a recontagem e a verificação, né?)

5 comentários:

  1. Se tem uma coisa que e deixa abismado é como a esquerda brasileira aprendeu rapidamente a usar todos os mecanismos de repressão que sempre combateu!
    Incrível!
    Deve ser tipo um psicodrama nacional...simplesmente assumiram o papel do carrasco!

    ResponderExcluir
  2. Vou fazer por tópicos, acabo fazendo se respondo no seco um post paralelo.

    - A instrumentalização do congresso é repelente, muita gente que chega lá acaba chegando como garoto/garota propaganda de algum interesse econômico.

    - A memória curta do povo e mais todos os outros defeitos que jogam nele, as vezes parece uma coisa que faz parte dele, é inerte por natureza. Pra mim é inerte por que é domado, é domado de maneira muito covarde e canalha pelos mesmos que querem vedar os blogueiros de falarem umas verdades na eleição, que foram lenientes com o mensalão e as privatizações. O povo em si não tem culpa, ele é dominado e alienam ele.

    - Segurança da eleição, ZERO MESMO, cade o comprovante? Fui mesário em uma eleição, metade de compreensão da urna bastou pra ver como o sistema é falho e fácil de ser burlado.

    ResponderExcluir
  3. Max, o pior disso tudo é que os relatores são da direita também.

    Aqui no Brasil não existe direita ou esquerda, existem apenas eles e nós.

    ResponderExcluir
  4. Sérgio,

    Um amigo meu participou da verificação das urnas.

    Ele me questionou isso:

    Você sabia que só se pode imprimir os resultados por um determinado número de vezes?

    Porque só imprimir desse modo? Obviamente porque alguma impressão sairá diferente. Impressora é somente papel e tinta, quem fornece os dados é o bando de dados, o que significa que existe uma fraude enorme na programação dessas urnas.

    Ou seja, sempre vence a eleição quem paga mais aos mecanismos de pesquisa e aos programadores de urnas (pois se um for muito diferente do outro, podem surgir dúvidas). =/

    ResponderExcluir
  5. O que esperar de um bando de corruptos que aprovou apenas absurdos como as doações ocultas que legalizam o crime de caixa dois? As opiniões são armas poderosas que eles querem ver bem distantes.

    ResponderExcluir

Cuidado com sua postura ao comentar:
A responsabilidade pelas opiniões expostas nessa área é de de seus respectivos comentaristas, não necessariamente expressando a opinião da equipe do Pensamentos Equivocados.