Vanuza, o Hino e o Crime.


Acredito que todos viram, mas como eu mesmo não vi - pois infelizmente não apenas trabalho, permaneço em uma torre isolado da realidade de segunda a sexta. - e minha esposa me apresentou esse vídeo, que por sua vez veio de amigos e por aí vai, até que coloco aqui.

Não sei quem é Vanusa, e não me faz a menor diferença saber quem é. Depois do vexame, também não me importo.

Lamento apenas algumas coisas. Se eu faço uma postagem sobre um político corrupto, cito nomes, fontes e tudo o mais, serei processado. Aliás, corro até risco de censura (apesar da discussão ter esfriado, a coisa ainda não mudou muito, e o jogo Brasil x Argentina fez com que a população esquecesse) hoje em dia, mas no entanto nossos símbolos nacionais não estão protegidos.

Falo da Bandeira e do Hino Nacional.

Nossa bandeira está estampada tanto em suntuosas praças quanto ornando simples cangas de praia. Pode ser símbolo em diversos locais, quanto nesse momento ser a mesma canga, só que velha suada e servindo de pano de chão em algum lugar.

Nada se compara ao ocorrido com essa tal Vanusa, dentro de uma das casas legislativas onde na teoria se espera o cumprimento da lei e o respeito aos símbolos da nação, e o que ocorre é simplesmente o contrário, onde prega-se alhos e colhe-se bugalhos. Se fossem no mínimo comprometidos com a lei e com a nação, a mandariam prender. Independente de quem seja.

Mas no Brasil se tornou corriqueiro pisotear nossa pouca dignidade...



E é tão ridículo que chega a ser engraçado. Pena que não é piada.

Ironia de certa forma com a Iza, que postou a respeito da beleza do hino esses dias...

Um comentário:

  1. Você está certo. O que ela fez é um crime previsto em lei. Afinal de contas, não se tratou de mero erro involuntário. Ela estava claramente bêbada ou drogada. Mas, na terra da impunidade e num dos templos maiores da omissão o que esperar? Os demagogos de plantão ainda tiveram a coragem de aplaudí-la para parecerem "homens democráticos" na Tv.

    ResponderExcluir

Cuidado com sua postura ao comentar:
A responsabilidade pelas opiniões expostas nessa área é de de seus respectivos comentaristas, não necessariamente expressando a opinião da equipe do Pensamentos Equivocados.