Análise rápida de candidatos a eleição 2010.

Hoje, quebrando um longo silêncio diga-se de passagem, vou tratar apenas dos candidatos que sei, outros que por ventura surjam farei em artigo posterior.

Sigo ordem alfabética, não de pesquisas.

De modo algum quero que sigam meu pensamento, pois é o de quem não tem mais esperanças. Queria mesmo é quebrar a cara e ver algo bom acontecer, mas está muito difícil isso... Pra não dizer que é quase uma missão impossível. E desse filme o Tom Cruise não participa.




Dilma, PT.
Quem é Dilma? O que é Dilma? A única coisa líquida e certa a respeito dela é que Lula indica. E só. De resto quando penso - sem fazer pesquisas. - vem coisas como currículo com exageros, algumas pessoas que reclamam dela ser autoritária (procuro mulher/homem que não seja com o poder sem responsabilidade). Soube que era militante de braço armado do combate a ditadura, o que não a torna menos importante que Caetanos e Gils que tem nas suas biografias uma luta pela pena (uma arma muito mais genocida que um revólver).

Por falta de informações, faltam parágrafos. Provavelmente faltará meu voto.





Marina Silva, PV.
Ex-Ministra do meio ambiente do governo Lula. Deixou um legado de desmatamento e saiu com o rabo entre as pernas incapaz de gerir a pasta ministerial, alegando que foi abandonada pelo Lula. Se foi, problema dela. Que ao invés de sair pelas portas dos fundos que fizesse coletivas e forçasse a situação a seu favor, em política não vence só quem rouba mais, vence também quem tem melhor assessoria de imprensa. O que fará se eleita e se perder o apoio popular? Renunciará para que a Natura (representa apenas o pecado favorito do capeta: a vaidade).

Sem esquecer que ela é militante contra direitos homossexuais, por questões religiosas e morais. E a própria religião prega o uso da natureza pelo homem, porque "assim deus quis"., logo é no mínimo irônica esperar que uma pessoa religiosa tenha compromissos com algo que deus criou para nos servir. Entretanto, diz que se eleita vai separar seus posicionamentos religiosos da política. Quem separa posicionamento religioso de política também pode fazer o mesmo com a ética pessoal.

Enfim, prefiro anular meu voto que matar o estado laico. Se quiser religioso controlando meus passos, prefiro que o religioso seja adepto do islã, ao menos lá eu sei o que acontece com quem rouba.



Plínio Arruda, PSOL.
Não me incomoda sua história política, mas sua postura como candidato a presidente. É um bom homem até que se prove o contrário, mas falta proposta. O papo de "reforma agrária", "adeus FMI" e outras coisas mais não colam. Ir contra a roda do mundo em 2010 só nos fará ser atropelado. Ninguém ganha nada no grito e não vai ser falando um discurso que colaria na URSS de 1920, na geração Ipod soa mais como piada, quanto não mais como ofensa a um povo que apesar dos BBBs hoje em dia por causa da internet já não acredita em história da carochinha ou do capitalista malvado (ele existe, mas está com dor depois das crises econômicas sucessivas).

Quem sabe com os programas se torne opção na falta de. O problema também é biológico, teria ele condições de seguir vivo (em 2016 ele teria 86 anos de idade) por todo o primeiro mandato ou estamos na verdade elegendo o vice? Não precisamos de um novo Sarney.




José Serra, PSDB.
Carece de simpatia, centralizador e gosta de conspiração. Foi o que li em diversas revistas e o que vejo. Apesar de se alegar experiente, nunca concluiu nenhum mandato. Sempre saiu pelas beiradas deixando legados desastrosos para seus sucessores. Saiu da prefeitura de São Paulo para ser Governador e no primeiro mês como governador a terra engoliu casas em uma obra não fiscalizada do metrô. Ele foi visitar as vítimas? Nem soube. Saiu do governo de São Paulo para se candidatar presidente e deixou a USP e a Unicamp com problemas graves financeiros e com falta de pessoal. E as enchentes em São Paulo? Onde ele estava? Nem eu sabia ou soube até hoje.

CPMF? Foi um de seus criadores quando ministro do Orçamento em 1996. Por sinal, se Lula inflou a máquina pública com cargos comissionados, Serra inflou com empresas terceirizadas sem licitação por falta de concursos (que ele era da pasta obrigada a autorizar), só quem viveu a "Era Fernando" como usuário/parte do serviço público sabe o quão humilhante foi essa época.

E quando ministro da saúde usufruiu dos recursos desse imposto. Viu alguma melhoria? Nem eu. Nem com ele, nem com Lula e nem com qualquer outro no poder, diga-se de passagem. Sem contar que se Aécio Neves se recusou a ser seu Vice, mesmo sendo do mesmo partido, é no mínimo sinal de que há algo errado. Se o PSDB internamente não compra o "bagulho" do seu candidato, porque nós, enquanto eleitores teremos que pagar esse preço?

Esse é lado o ruim de ter passado. Nem sempre vale a pena lembrar dele.



Pelas minhas análises, dá para ver muito bem qual será minha opção de voto em 2010...

* Dragus não citou ou usou fontes porque fez questão de (tentar) lembrar das coisas. Se errou em algo, corrijam. Se quiserem acrescentar, idem.

3 comentários:

  1. Com o tempo as coisas sempre acabam melhorando.

    Mesmo que melhorem para pior...

    ResponderExcluir
  2. "Pelas minhas análises, dá para ver muito bem qual será minha opção de voto em 2010..."

    Muito provavelmente será a mesma que a minha.

    ResponderExcluir
  3. Sim, essas eleições são sem dúvida as piores da história em matéria de candidatos. Mas, ainda acredito que votar nulo é um desserviço e um erro. Contudo, respeito a opinião de quem pensa o contrário.

    Acho que pior do que a campanha presidencial será a de senador aqui no RJ; nessa só tem "gente boa" (rs).

    Um abraço.

    ResponderExcluir

Cuidado com sua postura ao comentar:
A responsabilidade pelas opiniões expostas nessa área é de de seus respectivos comentaristas, não necessariamente expressando a opinião da equipe do Pensamentos Equivocados.