Dez mil é pouco... Um mil então...




Artigo irônico, só para avisar. E dependendo de quem ler, até cruel. Mas aqui não tem papas na língua.

Durante o final de semana em uma situação típica de filmes de humor negro a colisão de três elementos completamente errados culminaram em uma vítima fatal, um assassino confesso e na participação de dois burros. Não vou me alongar comentando a espetacularização seguida de evangelização do morto e (enoja-me de pior modo) do assassino, porque isso já foi muito bem feito pelo Arthurius em seu portal (não leu? veja aqui). É chover no molhado, como diziam os antigos.

Vou falar da burrice de alguns envolvidos.

Sou adepto daquela velha frase "não sabe brincar, não desce pro play". Se você, seja policial ou não, quer ser corrupto na falta de conseguir o sucesso honestamente saiba que não é fácil ser corrupto em país de malandros. E para piorar, ainda falha absurdamente em fazer a coisa errada. Isso só alimenta ainda mais a minha convicção de que quando o bandido é burro não merece apenas uma pena criminal. Merece duas.

Uma pela corrupção, e a outra pena pela capacidade de fazer tudo errado do jeito errado e no momento errado, e tudo isso por nada (ou quase). Essa maior.

"Eu posso ser maluco, mas burro não sou!"
(Louco)


Por modestos (pra não dizer míseros) mil reais os policiais vão ter que gastar muito mais que isso para conseguirem minimizar os danos legais da encrenca em que se envolveram. Para piorar a imprensa carioca está NITIDAMENTE favorecendo o assassino e fazendo dos policiais os únicos culpados, ou seja, mesmo que sofram exoneração e passem umas férias na cadeia fazendo pós-graduação em bandidagem, a m... já está feita.

A vida deles sempre será marcada pela burrice que cometeram, sempre existirá alguém para lembrá-los e apontá-los. Afinal de contas, qualquer pessoa com mais de um neurônio (ou dois, se um deles se chama tico) sabe que o mundo só lembra de nossas falhas, ainda mais no Brasil onde o resultado é mais importante que o meio. E nesse caso os policiais erraram em TUDO.

Querer dinheiro quando o veículo está com sinais claros de que sofreu acidente com vítima em plena zona sul do Rio de Janeiro é no mínimo prova de estupidez. Se um carro em áreas nobres de uma cidade transita com marcas de sangue e amassados é porque algo de MUITO GRAVE ele fez. E se fez onde fez, no mínimo as MILHARES de câmeras de segurança que sempre existem nessas regiões filmaram em algum momento. E nas áreas nobres o risco de atropelar alguém com mais azul no sangue do que caneta BIC é ENORME. Logo...



(Entendam, um policial faz CURSO nessa área, a não ser que tenha DORMIDO nas aulas do curso da polícia ou não converse com colegas de trabalho, ele SABE POR OBRIGAÇÃO disso)

Não adianta fazer concurso, estudar no curso da PM, ser goleiro do flamengo, ou ser guiado por feras da bandidagem como os que praticaram chacinas no Rio de Janeiro. Com pérolas como essas não serve nem para tentar comer sorvete pela testa.

Desiste e pede pra sair antes que sua burrice vire motivo de piada... Ops!

(não vou nem comentar sobre andar num túnel interditado de skate na madrugada e as circunstâncias que fizeram não escutar o ronco do motor ecoando, esse já foi pago com a vida)

Fonte da imagem: aqui.

3 comentários:

  1. Pois é, uma dura realidade que muitos parecem não compreender. Ganhariam muito mais de tivessem agido "nos conformes". Mas, uma vez me indicaram um PM no centro que se prostituía por um real de cada carro estacionado irregularmente. Tudo bem que, no fim do dia, o cara arrecadava "um troco"; mas, se vender por pouco ou por muito já dá uma mostra clara da personalidade e da moral de cada um.

    O triste mesmo é saber que casos iguais acontecem aos milhares e nem ficamos sabendo. Afinal de contas, nem todos são filhos da Cissa Guimarães.

    Sociedade hipócrita e permissiva.

    ResponderExcluir
  2. Ser honesto dá trabalho, ser burro dá merda.

    ResponderExcluir
  3. Tem toda razão. Castigo pros criminosos e desonestos, castigo duplo pros burros! Pra ser bandido também tem que ter competência.

    Bjs!

    ResponderExcluir

Cuidado com sua postura ao comentar:
A responsabilidade pelas opiniões expostas nessa área é de de seus respectivos comentaristas, não necessariamente expressando a opinião da equipe do Pensamentos Equivocados.