Aqui jaz a democracia.


Faleceu ontem por falência múltipla dos Orgãos a Democracia Brasileira.

A primeira pancada foi no orgão legislativo. Consumido por mal de chagas, sintoma identificado pela aparição de fazendas, castelos, mensalões e outros males.

A segunda foi no orgão executivo, quando o mal de chagas fez aparecer mensalões e alucinações de poder.

A terceira morte e derradeira foi ontem, quando o poder judiciário parou de funcionar, vitimando completamente o paciente. Os sintomas claros foram alucinações que permitiam que bactérias mafiosas fossem soltas pelo corpo com habeas corpus mágicos, e terminou com frases doentias que diziam "não me importo com a opinião do povo na democracia".

Dizem que isso aconteceu porque os que se julgavam doutores da democracia, a auto-intitulada imprensa, foram comprados por patrocinadores interessados em ver o circo pegar fogo pra vender extintor.

A democracia morreu ontem, 23/09/2010, quando o maior orgão de decisão do Brasil omitiu-se de seu papel decisório e jogou no lixo TODA a luta contra qualquer coisa que tenha acontecido no Brasil.

Por muito MENOS a França queima as ruas.

Aqui?

Não vale a pena lutar.

Que o Brasileiro SOFRA tudo que merece.

Vamos todos tomar no c... com prazer.

3 comentários:

  1. Tsunami nessa pocilga.

    Só começando tudo de novo mesmo...

    ResponderExcluir
  2. Na realidade o impasse foi favorável ao povo e a democracia. Ao optarem pelo impasse, os ministros do supremo evitaram a queda da lei da ficha limpa já nessas eleições. Se mantendo o impasse vale o entendimento do TSE que foi favorável.

    Portanto, antes de ser uma queda da democracia, foi uma "mãozinha" para ela.

    A bola agora está com Lula, que deverá nomear outro ministro ou na apreciação de novos recursos com a mudança de opinião de um ou de outro ministro.

    ResponderExcluir

Cuidado com sua postura ao comentar:
A responsabilidade pelas opiniões expostas nessa área é de de seus respectivos comentaristas, não necessariamente expressando a opinião da equipe do Pensamentos Equivocados.