Chegou.

Depois de nascido, saiu do berçário com carinha de criança.

Saiu chorando e rapidamente aninhei em meus braços o pequeno pedaço de novidade, e o acariciei como se fosse meu próprio filho (e segundo o pai, é também filho meu, seu e de todos).

Não demorou muito e já o coloquei ao meu lado na cabeceira e o trouxe comigo para me acompanhar em todos os lugares onde imperar o tédio e precisar combatê-lo com esse pequeno guerreiro.

Se quiser partilhar dessa mesma alegria, basta clicar na imagem abaixo:


Aproveite.

Em tempo, respondendo a um questionamento do pai (e deve ser o de muitos), o livro é muito bem acabado, não lembra sequer material amador. Parece resistente e a qualidade de impressão surpreende para algo feito sob encomenda.

2 comentários:

  1. Só estou esperando, cair um cascalho, para comprar o livro do Rob. Com toda certeza é uma peça que vale a pena ter em casa e degustar aos poucos; com prazer.

    Imperdível para quem gosta de uma boa leitura.

    ResponderExcluir
  2. Também já recebi os meus.

    Tentei ligar para aquele maldito, quer dizer, o autor, várias vezes para dar os parabéns, mas acho que o sucesso subiu à cabeça dele e nem atende mais as ligações... :oD

    ResponderExcluir

Cuidado com sua postura ao comentar:
A responsabilidade pelas opiniões expostas nessa área é de de seus respectivos comentaristas, não necessariamente expressando a opinião da equipe do Pensamentos Equivocados.