Crítica: Machete



Filmes de ação, em geral são todos iguais. Misture um enredo mais ou menos, um punhado de cenas de batalha em ritmo frenético e rápidos cortes de câmera, um trilha sonora agitada e uma pitada de romance fuleiro e temos um filme que perfeito para distraí-lo onde quer que esteja.

Machete não foge a regra desses clichês, mas em alguns casos se supera e superlativa a coisa. O filme tem momentos acelerados e calmos que são muito bem pontuados, dando tempo para o espectador respirar. Há também elementos cômicos bem discretos que são muito bem explorados, sem deixar o filme abobalhado.

Falando do enrendo: Machete é um ex-federal mexicano que vê sua mulher ser executada na sua frente após ser pego em uma armadilha, por não concordar com a corrupção presente dentro da própria corporação. Exilado ilegalmente nos EUA ele passa a trabalhar anonimamente como muitos imigrantes, fazendo pequenos bicos aqui e ali, nesse ínterim ele descobre uma "rede" que auxilia esses imigrantes ilegais. Um belo dia ele é chamado para fazer um serviço, porém não um serviço qualquer, ele tem que matar um político que é abertamente contra os imigrantes, sejam eles ilegais ou não.

Steven Seagal, em sua melhor atuação até hoje nos cinemas!

Machete é protagonizado por Danny Trejo, que se encaixou perfeitamente no papel. O elenco ainda conta com a presença de Michelle Rodriguez, famosa por fazer sempre o tipo mulher durona de poucos amigos, Robert De Niro, Lidsay Lohan, Jéssica Alba e Steven Seagal, que por mais incrível que possa parecer, não faz um papel de policial, muito menos usa roupa preta, na verdade ele é o vilão! Vale também dizer que ele se encaixou muito bem como vilão e seu sotaque convence.

A edição faz uso de uns cortes bruscos durante algumas cenas que pode ser muito estranho e ruim em alguns casos, mas Machete esse recurso caiu muito bem. As cenas de ação têm exageros tipicamente tarantinianos, o que garante grandes momentos de diversão. A trilha sonora também é bastante atraente e cai como uma luva em cada momento que é posta, diferente de alguns filmes do gênero que não sabem usar muito bem este artifício.



De tudo o que já falei sobre o filme uma coisa se destaca fortemente nele e, também, é o seu grande diferencial em relação a outros files do mesmo gênero: a dura crítica aos que são contra os imigrantes. Em diversos momentos o filme mostra esse forte, e nada velado, preconceito que o estadunidenses têm contra os imigrantes, principalmente contra imigrantes mexicanos. Uma das cenas mais chocantes é quando se mostra um grupo que caça esses imigrantes que tentam cruzar a fronteira ilegalmente. Engana-se quem acha que isso é tratado apenas como pano de fundo, muito pelo contrário, em muitos momentos, fica claro que isso é o ponto principal do filme, muto mais que a busca de pela vingança de Machete.

O filme já foi exibido aqui no Brasil no Festival do Rio, também está sendo exibido na Mostra Internacional de Cinema de São Paulo, mas sua estréia oficial no país será apenas em 12 de novembro. Não percam!

Nota: 9

Site oficial:
http://machete.com.br

Trailer:


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Cuidado com sua postura ao comentar:
A responsabilidade pelas opiniões expostas nessa área é de de seus respectivos comentaristas, não necessariamente expressando a opinião da equipe do Pensamentos Equivocados.