Homofobia é o c...!




Essa semana o vice-candidato a presidente do PSDB (Partido Safado do Brasil) soltou mais uma de suas pérolas carregadas do preconceito vigente nesse partido e aliados.

Esse em específico era um ENORME e COLOSSAL absurdo que seria comparado ao praticado por seitas de extrema direita (como KKK ou Nazistas) na história recente e não tão recente da raça humana, e ainda manifestando-se completamente contra direitos humanos, que é basicamente o enfoque defendido pelo PLC 122.

Não sou completamente a favor de alguns termos do projeto, entretanto, sei que vivemos num país cujo modelo judiciário e constitucional é centralizador (onde vale mais o papel-lei do que o caso em si e suas provas), logo, é um mal necessário que existam leis específicas para cada minoria (eu sinto falta de leis para gordos), dado que sem elas sua representatividade diante da lei é nula quando não negativa.

Sou uma pessoa repleta de preconceitos, tenho uma porrada deles, cada um mais vergonhoso que outro. Mas eu prezo uma coisa muito mais do que qualquer valor moral meu: a individualidade das decisões (E também a sensatez, pois liberdade e libertinagem são valores bem diferentes).

Na minha concepção, salvo quando sua decisão afeta a vida alheia, você pode fazer o que quiser com seu corpo, vida social ou o diabo que for. País, religião ou filho da puta algum pode colocar o dedo na sua/minha cara e dizer o que devo fazer, ser, vestir ou até pensar, contanto que, como disse, meus atos APENAS me afetem.

Como diria uma canção, se quiser fumar eu fumo, se quiser beber eu bebo e se o casal ao lado quer se beijar, FODA-SE o que penso. Se estou incomodado, FODA-SE meu incomodo. Mudo de lugar contanto que a alegria alheia não esteja me impedindo de usufruir do que é direito meu (como barulho num cinema).

Por isso sou completamente a favor que pessoas de qualquer orientação afetiva possam manifestar isso dentro e fora de casa. Quer se casar no civil? CASA LOGO. Quer se beijar no metrô ou simplesmente andar de mãos dadas, AGARRA. Quer fuder? Aí não pode, senão viramos a Santa Igreja no pós-Roma. Quer proibir beijo gay na sua loja? PROÍBE TODOS.


E é por esse motivo que não posso de maneira alguma me compactuar com proposição nazista. Ainda que o PT tenha também seu pézinho lá na sede de poder (mas quem quando tem o caneco quer compartilhar com os outros?), uma posição como essa tomada por quem SEQUER foi eleito já é por demais temerosa.

Por isso não posso de maneira alguma compactuar com isso. Não é porque o PT tem problemas de corrupção que vou escolher o partido adversário que além de possuir a MESMA corrupção agora apresenta desvios de caráter de criaturas com sobrenome "Hitler". E nem por isso vou escolher o PT, já que posso anular meu voto.

Substitua a palavra "homossexuais" por "judeus" e só não teremos um holocausto à brasileira porque segundo essa gente que se diz "de Cristo", o "gay" não diz que é gente nem quando está no banheiro e batem na porta.

Para eles será apenas faxina.

E você, o que pensa disso?

8 comentários:

  1. Pois é...

    Concordo com tudo o que vc disse aí...mas o tal ïndio já veio a público desmentir o jornal.

    A eleição no Brasil chegou a um tal baixo nível que não se pode mais acreditar em nada.

    Infelizmente "ganhar" a eleição é o foco principal... NINGUÉM tem um projeto de governo claro e defende ele até o fim... é sempre um tal de "eu penso assim, mas posso ceder um pouquinho se vc votar em mim".

    Triste!

    ResponderExcluir
  2. é tanta merda que a gente tem recebido pela internet falando do candidato A e do candidato B... q tb não sei no que acreditar... tenho minhas convicções políticas... e acho que se todos tivessemos que tomar uma decisão nesse momento, seria votarmos em branco, ou anular...

    se mais de 50% da população fizesse isso... quem iria assumir o poder???

    como assim votos válidos???

    teve mais votos brancos e nulos, que a candadata do PV... ou seja... agora um dos candidatos tem que conseguir o apoio dos brancos e nulos... e acho que me desviei do assunto...

    ResponderExcluir
  3. Também tenho meus conceitos ou preconceitos, mas isso jamais me permitiria imaginar que o mundo deve ser como eu quero pois o mundo não é meu. O mundo é de todos. Este cara aí do cartaz está tentando passar a ideia de que nós, simples humanos somos deuses.

    Eu já estou é com nojo desta campanha eleitoral. Ainda bem que não moro na cidade onde voto, assim nem preciso votar. Vou justificar

    ResponderExcluir
  4. Pois é... Esses caras falam qualquer merda que possa render um votinho a mais.

    É bem capaz de um babaca como esse estar defendendo o contrário amanhã, se isso significar ser eleito.

    Já cheguei à conclusão que tem é que ter mesmo muita tsunami nesse mundo...

    ResponderExcluir
  5. Como eu faço pra assinar em baixo desse post?

    ResponderExcluir
  6. Voltei, para dizer que tive pesadelo com a imagem do texto. Eu não quero um mundo assim, cheio de ódio.

    ResponderExcluir
  7. Infelizmente o "tudo pelo poder" fala mais alto num país onde a maioria é despolitizada e não tem posição sobre prioridades. Dilma agora s compromete até a vetar leis que beneficiem minorias em troca de votos.

    Ambos os lados, com o beneplácito de Lula, nos atiraram na Idade Média sem o menor resquício de culpa ou de arrependimento.

    ResponderExcluir
  8. E com os apoiadores que tem, o PSDB caminha firme e forte para o Nacional-Socialismo. Social-democracia? Tá bom.

    E o pior é que eu tinha um pouco de respeito pelo Malafaia. Depois dessa campanha virulenta e odiosa que ele tem feito atualmente, perdi todo e qualquer respeito por ele.

    Depois os direitistas ficam bravos quando chamam a direita de "direita raivosa", "direita hidrófoba" e outras expressões.

    Depois dessa campanha eleitoral...

    ResponderExcluir

Cuidado com sua postura ao comentar:
A responsabilidade pelas opiniões expostas nessa área é de de seus respectivos comentaristas, não necessariamente expressando a opinião da equipe do Pensamentos Equivocados.