Diário de Um Carioca em São Paulo (primeira parte)

Primeiro dia - Uma recepção fria e pouco movimentada.

São Paulo, o coração comercial do Brasil, um local rico não apenas financeiramente, mas também culturalmente. A rixa entre São Paulo e Rio já é velha conhecida dos habitantes de ambas as cidades, porém existem pessoas, que assim como eu, não entende tal rixa e nem faz questão de participar dela, não que não caíba aqui ou acolá alguma brincadeira com os regionalismos, tudo de forma sadia, claro.


Cheguei em São Paulo logo cedo, nas primeiras horas da manhã, mas minha recepção foi tipicamente paulistana, parada e sem graça, além de bem fria. Explico-me; assim que cheguei na cidade fui recebido pelo comitê típico de recepção, repleto de viaturas e batedores de motos, sim, fui recebido pelo típico engarrafamento paulistano. Um trajeto que deveria ser feito em poucos minutos, foi feito em mais de uma hora atrasando a chegada à rodoviária.

Tão logo sai do ônibus pude ter um gostinho da frieza de São Paulo, afinal estava muito mais frio fora do que dentro do ônibus. Entretanto se engana que acha que o clima da cidade se reflete em seus habitantes, muito pelo contrário, o paulistano é um povo muito unido e caloroso, mas só se sabe o calor humano desse povo e tal união pegando um ônibus, metrô ou um trem por aqui. Além disso é um povo solicito, se o ônibus freia mais forte, sempre tem alguém para lhe amparar e não lhe deixar cair, se quiser sair ou entrar em trem ou metrô nem há de se esforçar muito, pois lhe guiarão.


Se um desavisado transeunte oriundo da capital fluminense vier por essas paragens há de estranhar o sotaque e o pitoresco linguajar, afinal, mesmo fazendo parte do mesmo país e região a diferença na língua é notável, fazendo que os cidadãos de cada estado falem dialetos bem distintos.

Basicamente meu primeiro dia foi redescobrir o calor humano desse povo tão unido e de linguajar peculiar, sua arquitetura marcada por arranha-céus de vários tipos e formatos e sua paixão por trânsito, pois só gostando muito dele para permanecer no mesmo por tanto tempo. E não podia me esquecer da típica chuva da tarde que já tem praticamente hora marcada.

Um comentário:

  1. PK quem bom que encontrou algo bom em SP, agora arranha-céus exagerou!
    Abraços e divirta-se na Babilônia!

    ResponderExcluir

Cuidado com sua postura ao comentar:
A responsabilidade pelas opiniões expostas nessa área é de de seus respectivos comentaristas, não necessariamente expressando a opinião da equipe do Pensamentos Equivocados.